ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

Resultados de búsqueda

34 resultados.

Aberrações de uma política falhada

A lei Helms-Burton colide com a dignidade e a resistência do povo cubano. Vinte e três anos se passaram desde o início deste texto e Cuba está aqui, livre, soberana e cada vez mais comprometida com seu projeto social, político e econômico.

Nunca vamos colocar nossa dignidade à venda

Hoje, 27 de novembro, quando Cuba recorda a execução de oito estudantes de medicina pelas forças de ocupação espanholas, a mensagem dos médicos cubanos e das pessoas que continuaremos a curar pessoas e salvar vidas chegará ao Brasil, a seu povo, onde o nosso trabalho de solidariedade é reivindicado, mas nunca vamos colocar a nossa dignidade à venda

Nós somos Fidel

Dois anos é um tempo razoável para nos avaliarmos e sabermos quanto e como cumprimos o compromisso assinado pelos cubanos para transformar o Conceito da Revolução em realidade, legado de Fidel e herança inseparável do nosso presente e futuro

ARMAS NOS ESTADOS UNIDOS

O inimigo na própria casa

MAIS uma vez ficou patente que os Estados Unidos não devem continuar buscando inimigos além-mar. Ele está em sua própria casa e são as mais de 200 milhões de armas na posse da população e que causam, cada ano, mais de 33 mil mortos e milhares de feridos.

 

2019, o mundo e suas realidades

Os recursos da comunidade internacional, ao invés de investir números milionários em guerras e assassinato de seres humanos, deveriam se concentrar nos sérios problemas que afetam o mundo

Quem é «América»?

Armar crianças nos EUA constitui uma parte da realidade crítica do «sonho americano»

Washington, a OEA e o Grupo de Lima

Em uma reunião de emergência convocada para Lima, Peru, alguns ministros das Relações Exteriores de 13 nações da região, além de acusar Caracas, assumiram uma declaração intervencionista emitida por Washington e processada pela Organização dos Estados Americanos (OEA)

Operação Verdade 60 anos depois

A Revolução Cubana sempre se deveu ao seu povo

Hoje, em 2019, a mídia é mais poderosa. Os recursos para pagar mercenários ao serviço da mentira contra Cuba são grandes. Mas o propósito dos Estados Unidos é o mesmo de 1959: destruir a Revolução