ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: Prensa Latina

HAVANA.– A editora cubana Ciencias Sociales lançou o livro Yo soy Fidel: Pensamiento económico y político, o qual trata sobre a vigência e atualidade do ideário do líder histórico da Revolução da Ilha, Fidel Castro.

O volume, que consta de 240 páginas, é uma recopilação de textos a cargo do Herói da República de Cuba Ramón Labañino e o vice-reitor da universidade italiana La Sapienza Luciano Vasapollo e foi lançado para comemorar o 50º aniversário da citada casa editora.

A obra inclui artigos de economistas, contadores e jornalistas cubanos em suas interpretações acerca de como pensava Fidel Castro sobre diversos temas de atualidade.

Segundo Labañino, também vice-presidente da Associação Nacional de Economistas e Contadores de Cuba, a ideia da compilação surgiu após o desaparecimento físico do revolucionário (25 de novembro de 2016) e do pertinente que seria perpetuar suas ideias econômicas.

Acrescentou que nem todos os artigos no livro tratam de temas puramente econômicos, pois há outros relacionados com a política, a ciência e o humanismo.

Por sua parte, Vasapollo referiu-se à necessidade de um livro como esse na Europa, não somente para falar de Fidel Castro como economista, mas também como homem revolucionário, defensor da cultura e o patrimônio da humanidade. (PL)