Ler a China em Havana › Cultura › Granma - Organo ufficiale del PCC
ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

A presença da República Popular da China (RPCH), na 27ª Feira Internacional do Livro de Havana — que terá lugar de 1º até 11 de fevereiro, para concluir em 13 de maio, em Santiago de Cuba — não só significa ocupar o assento do País de Honra Convidado, mas também a oportunidade de participar pela primeira vez em tal condição dentro da área, ocasião relevante para fortalecer o intercâmbio editorial e cultural entre os dois países e, por extensão, com a América Latina.

Na entrevista coletiva, o assessor político da embaixada da RPCH, Yao Fei, deu motivos sobre a participação da China na Feira.

O funcionário referiu-se a vários objetivos, incluindo a exposição do sucesso do desenvolvimento da indústria editorial no novo século e mostra aos participantes o progresso que o país asiático teve no desenvolvimento e promoção de sua cultura. Yao Fei falou sobre o uso do livro neste contexto como um meio para contar as histórias da China e difundir sua voz no mundo, bem como para aprofundar a amizade íntima que uniu os dois povos, há tantos anos.

Na fortaleza de San Carlos de La Cabaña, o principal local da Feira, o Pavilhão da China estará localizado no Quarto A (11 e 12). Cerca de 400 m2 estarão disponíveis para a exibição de várias entidades editoriais, exposições (mais de 3.000 tipos de livros chineses em espanhol, inglês e chinês), apresentações, eventos e vendas de livros (cerca de 320 títulos, em espanhol e inglês). O espaço será identificado com o selo chinês, enquanto, regido pelo slogan Ler a China, serão realizadas atividades de intercâmbio profissional, cultural e assinatura de acordos em torno do direito de edição.

Um extenso programa cultural apoiará a celebração literária. As artes do país asiático serão visíveis em várias exposições. Não faltarão chances de apreciar a história dessa grande invenção que é a imprensa, que nasceu na antiguidade chinesa e colocou aos pés do mundo uma das maiores habilidades da criação humana.

Combinando a Feira com o Ano Lunar ou o Ano Novo Chinês, uma das tradições mais importantes da região asiática, a China terá em Havana o Festival da Primavera — como também é chamado — celebrando sob esta rubrica as noites culturais dos dias 2 e 3 de fevereiro, no Grande Teatro de Havana, Alicia Alonso.