ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

A cultura cubana tem sido reconhecida no mundo, com poucos dias de diferença entre eles, com importantes prêmios para o trabalho profissional e humano de dois de seus filhos. Eles foram o cantor e compositor Silvio Rodríguez, fundador do Movimento da Nova Trova, que acaba de ganhar a Medalha de Ouro do Festival Internacional de Música e Dança de Úbeda, na Espanha; e o primeiro dançarino cubano Carlos Acosta, que foi agraciado com o Prêmio do Círculo de Críticos Britânicos por seus serviços às Artes, de 2018.

A medalha entregue a Silvio também foi recebida por figuras como Alicia Alonso e outros proeminentes artistas e intelectuais, e é a maior homenagem concedida por este importante evento. Ao recebê-lo, o autor de obras como Unicornio e Ojalá agradeceu o gesto e afirmou que nunca imaginou que um dia receberia uma grande honra de seus organizadores.

O prêmio dado a Carlos Acosta faz dele o terceiro bailarino a conquistar a alta distinção da cena britânica, conquistada apenas anteriormente pela bailarina Alicia Markova, em 2000, e o coreógrafo Matthew Bourne, em 2016. Carlos, também diretor da companhia de dança Acosta Danza, ao receber o alto reconhecimento, disse que ficou impressionado com a homenagem e agradeceu aos críticos de Londres pelo apoio oferecido à sua carreira. «Hoje me sinto muito pequeno», confessou.

Ambas as figuras são referências da cultura cubana e orgulho do nosso país.