ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

POUCAS horas bastaram ao presidente da Federação Internacional de Associações de Futebol (FIFA), o suíço Gianni Infantino, para levar, durante a visita do dia 29 de abril, uma gratificante experiência de Cuba, em sua primeira viagem ao nosso país, que fez parte de uma visita de trabalho que incluiu várias regiões do Caribe.

Após chegar ao aeroporto internacional José Martí, em Havana, Infantino foi recebido pelo presidente do Comitê Olimpico Cubano, José Ramón Fernández, com o qual conversou acerca de vários temas do esporte cubano e mundial. Posteriormente, o presidente da FIFA, presenteou Fernández com uma camiseta representando a FIFA para entregá-la ao presidente cubano, general-de-exército Raúl Castro Ruz.

«Essa camiseta é para o presidente Raúl Castro, com o número nove nas costas, porque queremos, como mínimo, que 51% do seu coração esteja voltado para o futebol e o resto para os outros esportes. Optamos por esse número devido a que personifica os grandes goleadores do futebol e o presidente cubano marcou muitos goles em sua vida», comentou Infantino.

Depois de sair do terminal aéreo, o distinto vistante se deslocou até o estádio La Polar, localizado no bairro Puentes Grandes, para inaugurar a nova relva, na qual treinarão, daqui em diante, os times de Cuba nas diferentes categorias, tanto de homens quanto de mulheres.

Nessa instalação, Infantino declarou à imprensa nacional e estrangeira que Cuba tem duas vantagens enormes: a paixão pelo esporte em geral, sobretudo o futebol, e o talento natural de seus esportistas para se desempenharem em diferentes disciplinas.

«Para desenvolver o futebol Cuba precisa promover e estruturar a paixão e o talento de suas pessoas, com o apoio dos projetos de futebol, como o denominado Forward», assinalou o suíço.

Durante seu discurso, Infantino exortou os jogadores cubanos para continuar seu trabalho (jogar e jogar) com muita paixão e dedicação, já que os grandes resultados não vêm de improviso.  

«A FIFA procura investir e voltar ao futebol em sua essência e Cuba precisa ser um desses exemplos mais importantes. Continuaremos trabalhando com responsabilidade profissional e transparência em prol do desenvolvimento deste esporte», expressou o presidente dessa entidade.

Durante a permanência no campo de La Polar, o time cubano de mulheres entregou a Infantino uma bandeira da Federação Cubana de Futebol e este, por seu lado, teve uma conversa prolongada com as mulheres, exortando-as a desfrutar do futebol em cada jogo, sempre com um grande sorriso.

Acompanharam Infantino em sua breve turnê por Cuba funcionários do Comitê Olímpico Cubano, do Inder e da Federação de Futebol de Cuba; entretanto, a delegação do presidente da FIFA era integrada, entre outros, pelo presidente da Concacaf, o canadense Víctor Montagliani.