ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: el 19 digital

MANÁGUA.– «Nicarágua sempre poderá contar incondicionalmente com o apoio, a amizade, a solidariedade e a cooperação do povo, o governo e a Revolução Cubana», disse em 10 de janeiro o primeiro vice-presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, Miguel Díaz-Canel, quem liderou a delegação da Ilha à cerimônia de tomada de posse do presidente Daniel Ortega e de Rosario Murillo como vice-presidenta.

Foto: tomado del Twiter de la Cancillería

Díaz-Canel sustentou que nesta ocasião transmitia uma mensagem calorosa, afetuosa e comprometida em nome do povo de Cuba e do presidente Raúl Castro, por ocasião desse dia histórico.

Foto: Twitter de Rogelio Sierra

Hoje, sublinhou, é um dia histórico para a pátria de Sandino e também para a América Latina e o Caribe, quando se inicia um novo mandato presidencial do comandante Daniel Ortega, acompanhado da agora vice-presidenta Rosario Murillo.

O primeiro vice-ministro cubano foi acompanhado pela vice-presidenta do Conselho de Estado Mercedes López, o vice-ministro das Relações Exteriores Rogelio Sierra Díaz e o embaixador na Nicarágua, Juan Carlos Hernández.

Depois de sua chegada a Manágua, Díaz-Canel foi recebido pelo Grupo Trabalho Foro de São Paulo, informou através da rede social Twitter o vice-ministro das Relações Exteriores cubano, Rogelio Sierra.

Foto: Twitter de Rogelio Sierra