ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

O presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, general-de-exército Raúl Castro Ruz, parabenizou o representante da Aliança País, Lenín Moreno, quem no domingo 2 de abril derrotou a direita do seu país no segundo turno das eleições presidenciais.

«Parabenizo-o pela vitória eleitoral que iniciará uma nova etapa da Revolução Cidadã e dará continuidade ao compromisso dessa irmã nação com a unidade e a defesa da soberania de Nossa América», disse Raúl em uma carta com data de 2 de abril.

O presidente cubano ratificou o apoio da Ilha às mudanças iniciadas há mais de uma década pelo presidente Rafael Correa.

«Cuba os acompanhará com a amizade e a solidariedade de sempre», acrescentou o general-de-exército antes de concluir com testemunhos da «mais alta consideração e estima» para Moreno.

O presidente eleito, segundo noticiou a agência Andes, agradeceu em 3 de abril as inúmeras saudações e congratulações enviadas por líderes latino-americanos após seu triunfo no segundo turno das eleições.

«Graças aos presidentes latino-americanos por suas chamadas e mensagens de felicitação e afeto. Fortaleceremos nossa integração!», asseguró em sua conta na rede social Twitter.

Os presidentes da Bolívia, Evo Morales; de El Salvador, Salvador Sánchez Cerén; da Colômbia, Juan Manuel Santos; da Venezuela, Nicolás Maduro; do Chile, Michelle Bachelet; e a ex-presidenta argentina, Cristina Fernández, entre outros, felicitaram Moreno por sua vitória.

Entre os que expressaram seu apoio ao presidente eleito também destaca o fundador da WikiLeaks, Julian Assange, quem está asilado na embaixada equatoriana em Londres, desde 2012.

O chanceler dessa nação sul-americana, Guillaume Long, também anunciou que a chancelaria está recebendo mensagens de muitos países irmãos felicitando o povo equatoriano por sua festa eleitoral.