ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: Cubaminrex

MADRI.— O ministro das Relações Exteriores e membro do Bureau Político do Partido Comunista de Cuba, Bruno Rodríguez Parrilla, teve um encontro cordial com líderes e personalidades do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), José Luis Rodríguez Zapatero, ex-presidente do Governo; Javier Fernández Fernández, presidente da Gestora do PSOE e do Principado de Astúrias e Miguel Ángel Moratinos Cuyaubé, ex-chanceler.

Igualmente, reuniu-se com o deputado Alberto Garzón Espinosa, coordenador federal da Esquerda Unida, e José Luis Centella Gómez, secretário-geral do Partido Comunista da Espanha (PCE), em um ambiente fraternal e de amizade.

Ainda, conversou com o líder do Partido Podemos, Pablo Iglesias Turrión, em um clima construtivo.

As conversações permitiram constatar a coincidência no interesse dessas diferentes forças políticas de apoiar a consolidação das relações entre Espanha e Cuba, e desenvolver os respectivos vínculos partidaristas. Rodríguez Parrilla, por seu lado, referiu-se ao andamento do processo de atualização do modelo econômico e social, bem como a outros temas de mútuo interesse acerca da situação internacional.

Nos encontros também marcou presença o embaixador de Cuba na Espanha, Eugenio Martínez Enríquez.

A visita do ministro tem lugar depois que o país caribenho e a UE assinassem um acordo de diálogo político e cooperação, em dezembro de 2016.

Após sua passagem por Madri, o chefe da diplomacia cubana viajará a Lisboa, onde terá um encontro com o ministro dos Negócios Estrangeiros português Augusto Santos Silva.

Sexta-feira, 21, viajará a Atenas para se entrevistar com o ministro dos Exteriores da Grécia, Nikolas Kotzias, e ouros lideres do governo helênico, informou o site Cubaminrex.