Cuba galardoada como país mais seguro na Feira de Turismo espanhola › Mundo › Granma - Organo ufficiale del PCC
ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: Prensa Latina

MADRI.– Cuba recebeu na quarta-feira, 17 de janeiro, o prêmio Excelência como país mais seguro para o turismo, durante a 38ª Feira Internacional do ramo – Fitur 2018 – que tem lugar até 21 de janeiro na capital espanhola.

O reconhecimento foi recebido pelo ministro cubano do setor, Manuel Marrero, quem lidera a delegação da Ilha a esse encontro, e o embaixador da Ilha maior das Antilhas na nação ibérica, Gustavo Machín.

O reconhecimento contrasta com a recomendação que recentemente fizeram os Estados Unidos aos seus cidadãos de «reconsiderar» as possíveis viagens a Cuba.

O Departamento de Estado dos EUA mudou seu antigo sistema de alerta por uma escala que coloca todas as nações do mundo em quatro níveis, onde o primeiro só acarreta «tomar as precauções normais» e o quarto recebe a advertência de «não viajar».

A Cuba, cujos indicadores de segurança cidadã estão entre os melhores da região, foi colocada no terceiro escalão, com a sugestão de «reconsiderar as visitas» devido a que «existem riscos graves para sua segurança e proteção».

Na 38ª Feira Internacional do Turismo também está presente uma delegação cubana formada por diretivos das principais redes hoteleiras, bem como os associados Meliá Hoteles, Iberostar, Blue Diamond e outros.

Segundo a PL, participam, ainda, as organizações superiores de direção empresarial Viajes Cuba e Cubasol.

Nesta ocasião, conta-se com a presença de Servicios Médicos Cubanos e da rede de lojas Caracol.

No contexto da feira, inaugurada em 17 de janeiro pelos reis da Espanha Felipe VI e Letizia, participam, também, os principais turoperadores europeus e canadenses.

De acordo com o Ministério do Turismo de Cuba, Espanha atingiu em 2017 um crescimento de 10,5 % em sua emissão de turistas para a Ilha maior das Antilhas.