A vontade de vencer pode mais do que armas › Mundo › Granma - Organo ufficiale del PCC
ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Milhares de venezuelanos se mobilizaram em repúdio ao ataque contra o presidente Maduro. Photo: Prensa Miraflores

A Venezuela vive momentos decisivos. Com a frustrada tentativa de assassinato contra seu presidente, Nicolás Maduro, o povo continua defendendo os ganhos obtidos durante esse período de transformações sociais, apesar dos ataques da direita oligárquica, que já demonstrou sua falta de escrúpulos.

- O Presidente Maduro incluiu 50.000 novos pensionistas em 2015, atingindo a cifra de 3 031 381 (antes da Revolução Bolivariana, apenas 387.000 pessoas recebiam pensões).

- Aumento do investimento social em 2016, passando de 71,4% registrado em 2015 para 73% no ano passado.

- Decretou quatro aumentos salariais durante 2015, colocando a renda mínima integral em 16.39 bolívares.

- A Revolução Bolivariana não pára. Maduro, como seguidor do caminho traçado por Chávez, tem diante de si um projeto ainda maior. É defendido pela razão, pela confiança de seu povo e pelos pontos fortes de uma sociedade que conseguiu avançar, apesar da agenda desestabilizadora do império.

- Fechou o ano de 2015 com um milhão de lares dignos entregues superando a marca alcançada em 54 anos de mandato da direita.

- Em termos de saúde, por exemplo, o número de estabelecimentos hospitalares multiplicou-se por 3,5 desde 1999. A Missão Bairro Dentro realizou quase 800 milhões de consultas e salvou a vida de 1.400.000 pessoas.

- Em 2016 havia 2.829.520 estudantes universitários, o que contrasta com os 810.000 universitários que existiam no país em 1999.

- Conseguiu um acordo entre os países da OPEP e não OPEP para a redução concertada das exportações de petróleo; Os preços do petróleo, que estavam em US$ 24 em janeiro de 2016, ultrapassaram US$ 45 no final de dezembro do mesmo ano.

- Reiterou sua meta de reduzir a taxa de desemprego para 4,5%, por meio da criação de novos empregos por meio do Plano de Geração de Emprego e do Plano de Obras Públicas.

- O presidente Maduro apresentou o plano de recuperação econômica do país, com base na subtração da influência do dólar paralelo na formação dos preços.