ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: Jorge Luis González

HAVANA.—Manuel Marrero, ministro do Turismo, ratificou em 8 de setembro, em Havana, que a chamada indústria do lazer em Cuba cresce a um ritmo de 17% no decurso deste ano, graças ao comportamento favorável dos principais mercados emissores de visitantes.

Dos países que mais turistas vêm para a Ilha maior das Antilhas o ministro mencionou o Canadá, Inglaterra, Espanha, México, França e Itália, reflexo dos esforços que faz a nação para melhorar a oferta nos polos mais importantes deste destino caribenho.

Um relatório recente do Gabinete Nacional de Estatística e Informação (ONEI) indica que no primeiro semestre de 2015 chegaram ao arquipélago 2.194.134 pessoas, o que representa um incremento de 17% em relação com o ano passado.

“Elevar a qualidade, em sentido geral, constitui para os trabalhadores do setor o desafio de todos os dias, e com esse objetivo trabalham intensamente, para conseguir melhores serviços no país”, asseverou Marrero.

Após inaugurar a nova sede da Faculdade de Turismo, o ministro declarou à imprensa que, devido à crescente procura de capacidades em Havana, se implementa uma estratégia de desenvolvimento, que inclui a construção de vários hotéis e a manutenção de outros.

“Ainda, aquelas instalações com a categoria de Três Estrelas estão sendo avaliadas, no sentido de aumentar sua categoria e que com um bom investimento possam ser de Cinco Estrelas”, acrescentou Marrero.

“Em obra estejamos em um bom momento, disse, não é suficiente”.

“Sabemos que restam muitas coisas por fazer, mas vamos no rumo correto, dando aos poucos resposta à demanda”, insistiu.