ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
O turismo continua sendo um dos setores mais dinâmicos da economia. Foto: www.cubatravel.tur.cu

CAIBARIÉN, Villa Clara.— As medidas para estrangular a economia cubana através do bloqueio econômico, comercial e financeiro dos Estados Unidos, não conseguiram impedir o crescimento impetuoso da indústria do lazer, que no ano passado recebeu um número de 4,6 milhões (4.689.894) de visitantes, o que demonstra a confiança na segurança do destino Cuba.

De acordo com a declaração do Manuel Marrero Cruz, ministro do Turismo, na abertura da Feira Internacional de Turismo FitCuba 2018, que acontece em Cayo Santa Maria, esse número pode ser superado este ano, quando se pretende exceder cinco milhões de turistas que visitem a ilha.

«Entre os países que mais cresceram estão os Estados Unidos, nação que, apesar dos obstáculos que o governo impõe aos seus nacionais para viajar ao nosso país, contribuiu com a chegada de 619.777 visitantes, através das 12 licenças de viagem aprovadas, as que sofreram novas limitações depois da chegada ao poder desta administração republicana», disse Marrero.

Também foi alentador que, apesar das consequências da passagem do furacão Irmã, em setembro do ano passado, 15 dos 20 principais mercados de turismo para Cuba tenham apresentado crescimento em relação ao ano anterior.

«Para continuar o fortalecimento da indústria de lazer, foi concebida a campanha ‘Autêntica Cuba’, que enfatiza a melhoria da qualidade e impactos no marketing, dos quais alguns indicadores são encorajadores, como o nível de satisfação geral, que atinge 95,1% e a relação qualidade-preço, que chega a 87,6%», disse Marrero Cruz.

O evento conta com a presença de presidentes de 14 grupos hoteleiros de todo o mundo, 73 diretores de cadeias de hotéis de 52 países e mais de 80 gerentes seniores, entre outros convidados.

No ato marcaram presença o embaixador do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte em Cuba, sr. Antony Stokes, diplomatas acreditados na Ilha e a ministra do Citma, Elba Rosa Pérez, entre outras autoridades.