ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

Para falarmos em Cuba do desenvolvimento, a pesquisa científica e a formação de profissionais nas disciplinas de higiene, epidemiologia, microbiologia e nutrição, necessariamente deve ser enxergado um centro que, com mais de um século, continua sendo pedra fulcral para o sistema de saúde pública cubano.

Em 17 de maio próximo, o Instituto Nacional de Higiene, Epidemiologia e Microbiologia, completa seu 115º aniversário, sabendo que hoje desempenha um papel imprescindível no melhoramento do estado de saúde da população, preciso em uma entrevista coletiva, o doutor Disnardo Raúl Pérez González, diretor desta instituição.

A Jornada de celebração deste novo aniversário, sob o lema de «Mais de um século ao serviço da saúde cubana», será dedicada ao insigne cientista cubano Carlos J. Finlay, reconhecido internacionalmente por ter descoberto o agente transmissor da febre amarela; bem como a figura de Fidel, principal encorajador da saúde pública revolucionária.

«Este instituto não somente pesquisa, mas também constitui um centro importante de formação de recursos humanos. Aqui se ajuda a formar os residentes na especialidade de higiene e epidemiologia da região ocidental do país, e se ministra o mestrado de saúde ambiental, de todo território nacional, bem como outros cursos e workshops», explicou o diretor.

Um numeroso grupo de atividades científicas, docentes e político–culturais, será realizado durante esta jornada comemorativa, que encerrará no dia 17 de maio com o ato central e a palestra: «115 anos vivos na memória», alusivo às figuras representativas que têm prestigiado com sua obra o trabalho do instituto e dedicaram sua vida ao serviço da higiene, a epidemiologia, a microbiologia e a nutrição no país.

Ainda, será entregue o selo comemorativo 115º Aniversário do INHEM a personalidades e instituições com méritos que tenham contribuído de forma excepcional para o progresso deste campo da saúde pública.

Por outro lado, o programa inclui a celebração da Jornada Científica de Egressados «115 anos caminho ao futuro», com a participação de profissionais graduados nas diferentes especialidades que dá a instituição, os quais debaterão acerca do estado da arte das diversas disciplinas.

Fundado em 1902, como Laboratório da Ilha de Cuba, atualmente o INHEM constitui uma Entidade Nacional de Ciência e Inovação Tecnológica adstrita à Academia das Ciências de Cuba, autorizado para a educação de pós-graduação em todas suas modalidades. Também é Centro de Excelência da Rede de Formação Ambiental para a América Latina e o Caribe do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma); Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde (OMS) na área de Saúde da Habitação e Centro de Referência Nacional para o estudo da segurança alimentar, nutricional e a regulamentação sanitária dos alimentos, cosméticos, brinquedos e outros produtos para ser consumidos ou utilizados pela população. Ainda, conta com serviços especializados de laboratórios de Microbiologia e Toxicologia Sanitárias.