ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: Jose M. Correa

OS ministros das Relações Exteriores dos países-membros da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América–Tratado de Comércio dos Povos, reunidos em Havana, por ocasião de seu 15º Conselho Político:

Denunciam e condenam a disposição de um grupo de congressistas estadunidenses conhecidos por suas posições retrógradas, desrespeitosas e ingerencistas, de reintroduzir no Congresso desse país uma Proposta de Lei conhecida como NICA-ACT.

Esta chamada NICA-ACT constitui uma perversa pretensão de impor um bloqueio econômico ao povo e governo da Nicarágua, atentando contra o direito desse irmão país ao bem-estar, a segurança, o trabalho e a paz.

É uma nova ameaça das muitas que, ao longo da história, pairaram sobre a Nicarágua; uma nova tentativa das mentalidades imperialistas de se apropriar da Nicarágua, concedendo-se o direito de intromissão destrutiva em seus assuntos nacionais.

A chamada NICA-ACT aponta a desestabilizar um país que vive em paz, um país reconhecido por seus avanços sociais, econômicos e de segurança, em um bem-sucedido modelo político de alianças e unidade em todas as áreas.

Os países da ALBA expressam seu respaldo e solidariedade com o povo e governo da Nicarágua e reiteram seu rechaço a esta nova agressão, contra uma nação que soube defender com dignidade seu direito ao bem-estar, a harmonia social, a segurança e a paz.

Havana, 10 de abril de 2017.