ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: del autor

GUANTÁNAMO.– O 122º aniversário do desembarque de José Martí e Máximo Gómez por Playita de Cajobabo, para se incorporarem à Guerra Necessária, foi comemorado em 11 de abril, com um ato político cultural no monumento que perpetua o acontecimento histórico, acontecido em 11 de abril de 1895.

Jovens de Imías representaram simbolicamente o azarento desembarque, ocorrido por volta das 22h30, sob a chuva e no qual estavam envolvidos mais quatro membros da expedição: os generais Francisco Borrero e Ángel Guerra, o coronel Marcos del Rosario e o capitão César Salas.

Ainda, foi lembrado o 22º aniversário da homenagem feita pelo Comandante-em-chefe Fidel Castro a José Martí e demais patriotas na areia de Cajobabo, por ocasião do centenário da chegada à Pátria da expedição.

A evocação foi presidida pelo primeiro secretário do Partido nessa província, Denny Legrá Azahares,; o vice-presidente da Assembleia Provincial do Poder Popular, Emilio Matos Mosqueda e a secretária do Partido em Imias, Zenia Lores Méndez, máxima dirigente política no município de Imías, ao qual pertence Playita de Cajobabo.

O tributo aos heróis independentistas incluiu a colocação de uma oferenda floral ao pé do monumento e a música do trovador Josué Oliva e o declamador Eldis Cuba.

«Os moradores de Guantánamo reafirmamos o compromisso de manter no alto a bandeira levada pelo Comandante-em-chefe Fidel Castro há 22 anos nesta areia», expressou nas palavras finais a primeira secretária do Partido em Imías.