ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

09h15-. Fidel em 1º de Maio (2000): «Revolução é sentido do momento histórico; é mudar tudo o que deve ser mudado; é igualdade e liberdade plenas; é ser tratado e tratar aos demais como seres humanos; é emancipar-nos por nós mesmos e com nossos próprios esforços; é desafiar poderosas forças dominantes dentro e fora do âmbito social e nacional; é defender valores nos quais se crê ao preço de qualquer sacrifício; é modéstia, desinteresse, altruísmo, solidariedade e heroísmo; é lutar com audácia, inteligência e realismo; é não mentir jamais nem violar princípios éticos; é convicção profunda de que não existe força no mundo capaz de esmagar a força da verdade e as ideias. Revolução é unidade, é independência, é lutar por nossos sonhos de justiça para Cuba e para o mundo, que é a base de nosso patriotismo, nosso socialismo e nosso internacionalismo».

Primero de Mayo en la habana

 ------------------------------------------------------------------------------------------

09h05-. A ritmo de conga e com centenas de bandeiras cubanas no alto vai fechando o desfile pelo 1º de Maio em Havana.

------------------------------------------------------------------------------------------

08h55-. Fidel em 1º de Maio (1961): «Quero apenas trazer à mente de todos qual teria sido o quadro deste país se o imperialismo tivesse tido sucesso. Que 1º de Maio teriam tido nossos operários, se o imperialismo tivesse tido sucesso! E por isso, por isso pensávamos nós em todo o que devíamos aos que caíram; por isso pensávamos nós que cada sorriso de hoje era como um tributo pelos que tornaram possível este dia feliz e esperançador de hoje (APLAUSOS)».

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h55-. Fidel em 1º de Maio (1961): «… deveriam ser todos os povos da América que se levantem indignados, porque a ignorância da soberania de um país da América Latina por parte do imperialismo ianque é a ignorância da soberania de todos os outros povos da América Latina, é um ataque à soberania de todos os povos irmãos da América Latina».

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h55-. Desfilam trabalhadores da administração empresarial como Armazéns Universais e Cimex e de instituições que representam estas cadeias.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h50-. Avançam o Instituto Pré-universitário Vocacional Hermanos Tamayo, e outros centros docentes da capital, em marcha apertada e colorida.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h50-. Fidel em 1º de Maio (1961): «Porque um país que coloca toda sua inteligência e toda sua energia e todo seu esforço em um propósito determinado, seja defender a pátria, como criar riquezas novas para a pátria, criar oportunidades novas para a pátria, consegue-o como não poderia consegui-lo jamais uma minoria governante e exploradora, que não pode arrastar por trás de si o povo com todo seu fervor e todo seu entusiasmo».

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h50-. Representantes dos serviços médicos do Minint e das FARs continuam avançando neste 1º de Maio, entre eles trabalhadores dos hospitais Carlos J. Finlay e o Hospital Naval.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h45-. Avançam os trabalhadores civis da defesa. Chefiam este segmento os jovens das FARs e do Minint. Um cartaz gigante identifica este bloco com o lema Nossa fortaleza é a unidade.

------------------------------------------------------------------------------------------

08h42-. Neste 1º de Maio defendemos as conquistas da Revolução com a alegria que caracteriza os trabalhadores e famílias do país. Nossa fortaleza é a Unidade.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h40-. Também avançam pela Praça da Revolução representantes da Escola Superior de Dirigentes do Partido Ñico López e da Procuradoria da República e a Assembleia Nacional do Poder Popular (Parlamento).

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h40-. O dia 1º de Maio é um símbolo para nossos trabalhadores pelos avanços atingidos.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h40-. Fidel em 1º de Maio (1972): «A Revolução é sólida. A Revolução é forte. A Revolução não é a obra de um dia nem de um ano; é obra para sempre em diante. É uma obra eterna, na qual o ator fundamental é o povo, os trabalhadores».

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h38-. Representantes do Ministério das Relações Exteriores, a diplomacia do povo, e os representantes dos órgãos do Poder Popular desfilam junto a toda a classe dos operários citadinos.

------------------------------------------------------------------------------------------

08h38-. O setor da administração pública se une a esta festa do proletariado com cartazes, bandeiras e consignas.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h38-. Trabalhadores do setor não estatal se unem neste desfile de 1º de Maio, fiéis às conquistas da Revolução.

------------------------------------------------------------------------------------------

08h35-. Trabalhadores bancários e do instituto Finlay desfilam unidos.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h35-. Fidel em 1º de Maio (1960): «Os direitos dos outros contam na mesma medida em que contem os interesses da maioria (APLAUSOS), no mesmo alcance em que contem os direitos da maioria; mas são os direitos da maioria os que devem prevalecer acima de privilégios de minorias».

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h32-. Já avança o bloco dos trabalhadores do transporte, chefiado pela Corporação Cubana de Aviação.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h32-. Marcham pela Praça da Revolução, também, os trabalhadores de Ônibus Nacionais e da Empresa Geomineira, bem como do sindicato nacional agropecuário, florestal e do fumo, a associação nacional de agricultores pequenos e o Ministério da Agricultura.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h32-. Democracia é esta em que você, trabalhador, tem assegurado seu direito ao trabalho sem que ninguém posso atirá-lo à rua para passar fome! Democracia é esta em que você, estudante pobre, tem a oportunidade de ter um título universitário, se é inteligente embora não seja rico! Democracia é esta em que você, filho de operário, ou filho de camponês, ou filho de qualquer família humilde, tem uma professora e tem uma escola onde poder se educar! … Democracia é esta em que você, cubano negro, tem direito ao trabalho sem que ninguém possa tirá-lo daí por estúpidos preconceitos! Democracia é esta onde você, mulher, adquire a plena igualdade com todos os outros cidadãos e tem direito até de empunhar uma arma para defender sua pátria junto com os homens!, afirmou Fidel em 1º de maio de 1960.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h30-. Desfilam os Comitês de Defesa da Revolução, trabalhadores de Rádio Taíno, o Instituto Cubano de Rádio e Televisão e os trabalhadores do Ministério de Energia e Minas, com uma gigantesca bandeira nacional ao tempo que reafirmam: Viva Cuba Libre, vivam Raúl e Fidel!

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h30-. Os trabalhadores do Aeroporto Internacional José Martí desfilam neste 1º de Maio.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h28-. Avanza Rádio Enciclopédia, que completa 55 anos, e Rádio Reloj, a emissora cubana de notícias.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h28-. Os trabalhadores de Azcuba já se aproximam à Praça, os homens que dia a dia põem o coração na terra e fazem com que se produza a doce cana de açúcar.

------------------------------------------------------------------------------------------

------------------------------------------------------------------------------------------

08h25-. Seguem os trabalhadores de Etecsa, Labiofam, Economia e Planejamento, o Parque Lenin e a Egrem.

------------------------------------------------------------------------------------------

08h25-. «Hoje não só ficou demonstrado que a maioria do povo está com a Revolução — por si restavam dúvidas a alguns ingênuos que gostam de serem enganados ou enganar-se —, mas algo mais importante ainda: a maioria organizada do povo; porque hoje se reuniu o povo organizado. Por isso somos neste ano mais fortes que no ano anterior, porque a Revolução não só conta com a maioria, mas que organizou essa maioria», expressou Fidel em 1º de maio de 1960.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h22-. Também se encontram os trabalhadores do Centro de Imunoensaio e do Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h22-. Desfilam pela praça os trabalhadores do Jardim Botânico Nacional e do setor da Ciência. Mais de 30 mil trabalhadores do Citma e de BioCubaFarma marcham.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h22-. Na Praça da Revolução, José Martí, na capital, também desfilam amigos de Cuba que chegam a cada ano desde outras latitudes para expressar o sentimento de solidariedade com nosso povo. A América Latina continuará sendo uma zona de paz.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h20-. Na Praça da Revolução de Havana, José Martí, estão presentes mais de 1.630 amigos de Cuba representando 86 países e mais 300 organizações solidárias do mundo.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h20-. Neste 1º de Maio se misturam nossos citadinos, lado a lado, com Fidel em seus corações.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h20-. Aproxima-se o Ministério das Comunicações, vestindo de azul e marchando com suas maquetes representativas, cartazes com as imagens de nosso Comandande-em-chefe e de Hugo Chávez.

------------------------------------------------------------------------------------------

08h18-. Continúa a marcha compacta de 1º de Maio ao longo da avenida Paseo até a Praça da Revolução e unidos neste mar de povo avançam os jovens do Exército Juvenil do Trabalho.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h18-. Marcham também os trabalhadores do Centro Internacional de Restauração Neurológica, o Centro de Saúde La Pradera e a Clínica Central Cira García.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h18-. Desfila uma representação dos trabalhadores do turismo, entre eles os de centros insignes como o Hotel Nacional de Cuba, Tropicana, grupos hoteleiros Grande Caribe e Isla Azul, Cubanacán e o Campismo Popular.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h15-. Na Praça da Revolução presentes os trabalhadores do Turismo.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h15-. Desfila neste 1º de Maio a empresa Aguas de la Habana. No bloco da construção marcham as empresas de produção de materiais, projetistas, outras forças de apoio e trabalhadores das cooperativas deste setor.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h12-. Já desfila pela Praça da Revolução o bloco da Construção, chefiado pelo contingente Blas Roca, herói de tantas batalhas da construção. Revolução é construir!

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h12-. Desfilam membros da Unidade de Cooperação Médica Cubana, trabalhadores de MediCuba, da Escola Latino-americana de Medicina e da Universidade das Ciências Médicas.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h12-. Cartazes dos centros de saúde da capital se observam na Praça da Revolução José Martí. Os trabalhadores levantam suas vozes para dizer não ao bloqueio.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h10-. Avançam os trabalhadores da saúde pública representando os que estão espalhados por todo o mundo, contribuindo com sua atividade cotidiana.

 ------------------------------------------------------------------------------------------

08h10-. Não é por acaso que marchem juntos na Praça os blocos da Educação e da Saúde, dois baluartes da Revolução.

------------------------------------------------------------------------------------------

08h08-. Continua avançando o bloco da Educação, chefiado por professores integrais demonstrando a importância de preservar nossa história. Também avançam os jovens, reflexo da unidade de gerações de professores e educadoras de creches.

------------------------------------------------------------------------------------------

08h08-. Hoje mais que nunca se vê levantada a bandeira cubana. Viva o 1º de Maio! - exclamam os cubanos na praça de Havana.

------------------------------------------------------------------------------------------

08:08-. Ai, que linda minha bandeira, minha bandeirinha cubana, sem que a enviem de fora, nem venha um rufião qualquer a pisá-la em Havana!

------------------------------------------------------------------------------------------

08h05-. Mais de 10 mil centros educacionais existem no país que há mais de 55 anos eliminou o analfabetismo. Os professores presentes no desfile para ratificar o compromisso com a Revolução.

------------------------------------------------------------------------------------------

08h05-. Aproxima-se o bloco da educação, conformado, entre outros, pelos professores de ensino secundário básico, representantes de 1.216 centros da capital.

------------------------------------------------------------------------------------------

08h05-. Desfilam os estudantes do pré-universitário Eduardo Garcia Delgado e sob a imagem de Lázaro Peña os estudantes da universidade dos esportes Manuel Fajardo, futuras glórias de nosso país.

08h00-. Este bloco de jovens é integrado por membros das FARs e do Minint, que levam as bandeiras das organizações estudantis e a cubana. Também estão estudantes da Universidade das Ciências Informáticas, que festeja 15 anos de constituída. Também presentes neste 1º de Maio os jovens da Universidade de Havana e do Instituto das Relações Internacionais.

------------------------------------------------------------------------------------------

08h00-. Avançam os jovens do ensino militar de nosso país.

08h00-. A juventude cubana leva um cartaz com a imagem do Comandante-em-chefe, uma gigantografia com a foto de Raúl. Martí, Che e Camilo são testemunhas deste desfile que chefiam os pinheiros novos.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h55-. Jovens da Universidade de Havana e da Universidade Tecnológica de Havana José Antonio Echeverría avançam pela Praça da Revolução José Martí, com imagens de nosso invicto Comandante-em-chefe Fidel Castro Ruz.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h55-. Mais de 50 mil jovens já desfilam pela Praça da Revolução José Martí, representando a União dos Jovens Comunistas.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h55-. Para a frente companheiros, mais unidos que nunca. Vivam os trabalhadores cubanos e do mundo! Viva Fidel e Raúl! Viva a Revolução Cubana! Até a vitória sempre!, convidou o secretário da CTC.

07h50-. As razões para lutar e vencer se multiplicam a cada dia. Cuba não renunciará a seus ideais de independência e justiça social. Ganhamo-nos esse direito com grandes sacrifícios, disse Ulises Guilarte.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h50-. Congratula-nos comemorar a festa do proletariado com amigos de diversos grupos sindicais, grupos de solidariedade e movimentos de solidariedade do mundo. Agradecemos seu respaldo permanente, disse o secretário da CTC.

07h50-. O secretário-geral da CTC lembrou as palavras de Raúl Castro sobre as relações respeitosas que devem existir e promover-se entre Cuba e os EUA.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h45-. Ulises Guilarte rechaçou a manobra política e o acosso a que tentam submeter à Venezuela desde a OEA e outros setores reacionários, respaldou a união cívico militar chefiada por Nicolás Maduro que luta em defesa de sua soberania. Ao mesmo tempo, reiteramos nosso apoio solidário com os trabalhadores que no mundo enfrentam as políticas do capitalismo, manifestou.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h45-. Reiterou o reclamo dos cubanos para que se ponha fim ao bloqueio econômico imposto pelos EUA a nosso país. Também, reclamou a devolução do território ilegalmente ocupado pela base naval estadunidense em Guantánamo, e ratificou o apoio e a solidariedade à Revolução Bolivariana.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h40-. O secretário-geral da CTC expressou que no atual contexto geopolítico se vive em uma ordem internacional excludente e injusta, onde aumentaram os desafios para a América Latina e o Caribe. Portanto, comentou, é mais importante cada veza unidade da esquerda latino-americana.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h40-. O secretário-geral da CTC sustentou que neste 1º de Maio nos convoca ao 56º aniversário da Vitória na Baía dos Porcos, a proclamação do caráter socialista da Revolução Cubana, o 55º da criação da UJC e o 50º da tombada do Guerrilheiro Heroico.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h40-. Ulises Guilarte de Nacimiento expressou a decisão inquebrantável de continuar a construção de uma nação soberana, próspera e sustentável. Nosso desfile compartilha colorido com praças e avenidas sob o lema «Nossa fortaleza é a unidade».

07h35-. Hoje acompanham ao povo citadino representantes da União dos Jovens Comunistas, de organizações estudantis e a Associação dos Combatentes da Revolução Cubana, as FARs e o Ministério do Interior.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h35-. Guilarte referiu que hoje na Praça da Revolução José Martí, acompanham aos cubanos mais de 1.630 amigos representando 86 países e 349 associações sindicais solidárias do mundo.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h35-. Ulises Guilarte de Nacimiento, secretário-geral da CTC disse que como cada año se comemora o Dia dos Trabalhadores com a lembrança viva do invicto e inesquecível Comandante-em-chefe.

07h30-. Em Havana, chegou à Praça da Revolução José Martí, o presidente dos Conselhos de Estado e de Ministro, general-de-exército Raúl Castro Ruz.

07h20-. O povo de Santiago avança desde a rua principal até a Praça do Major General Antonio Maceo Grajales.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h15-. María de los Ángeles Tamayo: «Retornamos à Praça para demonstrar com nossa marcha em massa que continuamos e defendemos nosso sistema socialista, próspero e sustentável, Hoje ratificamos que defenderemos a pátria ao preço de qualquer sacrifício».

------------------------------------------------------------------------------------------

07:15-. María de los Ángeles desde Santiago Cuba: «Aos pinheiros novos dedicamos esta festa proletária, os que seguem o legado legado de Mella. Só a unidade nos torna invincíveis».

------------------------------------------------------------------------------------------

07:10-. Maria de los Ángeles Cordero Tamayo, secretária-geral da Central dos Trabalhadores na província de Santiago de Cuba, assegurou que esta é a «primeira marcha do povo socialista na qual não contamos com a presença física do invicto Comandante-em-chefe Fidel Castro Ruz», mas que cumprimentos com seu magistral conceito de Revolução.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h10-. Chefia o desfile em Santiago José Ramón Machado Ventura, segundo-secretário do Comitê Central do Partido.

07h05-. Escutam-se as palavras de Raúl na praça Antonio Maceo, em 3 de dezembro de 2016, na velada ao Comandante-em-chefe.

------------------------------------------------------------------------------------------

07:05-.Santiago de Cuba inicia o desfile pelo 1º de Maio.

07h00-. As praças e parques de Cuba já quase estão prontos para começar o desfile pelo Dia Internacional dos Trabalhadores.