ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: Estudio Revolución

O presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, general-de-exército Raúl Castro Ruz, teve um encontro na tarde da quinta-feira, 11 de maio, com uma delegação das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia – Exército do Povo (FARC-EP), presidida pelo comandante Timoleón Jiménez, chefe do Estado Maior da organização insurgente, e integrada ainda, pelos comandantes Iván Márquez, Pastor Alape, Joaquín Gómez, Carlos Antonio Lozada, Mauricio Jaramillo, Bertulfo Álvarez e Ricardo Téllez, membros do secretariado das FARC-EP.

Ambas partes trocaram opiniões sobre o andamento do processo de paz na Colômbia e a reunião feita em Havana entre as FARC-EP e o Exército de Libertação Nacional da Colômbia (ELN).

A delegação das FARC–EP transmitiu seu profundo agradecimento pelo valioso apoio de Cuba, em sua condição de Garante e Sede da Mesa de Conversações entre o governo da Colômbia e as FARC-EP, que durante quase cinco anos se manteve funcionando em nosso país, e como resultado da qual se conseguiu a assinatura de um Acordo de Paz entre ambas as partes, depois de 52 anos de violento confronto armado. Além de Cuba, Noruega se desempenhou como Garante, e o Chile e a Venezuela o fizeram como Acompanhantes.

O general-de-exército reafirmou o compromisso de Cuba de continuar apoiando o complexo processo de implementação do Acordo, que é um passo importante na construção de uma paz estável e duradoura na Colômbia e a consolidação da América Latina e o Caribe como Zona de Paz.

Pela parte cubana marcaram presença os companheiros Bruno Rodríguez Parrilla e Rogelio Sierra Díaz, ministro e vice-ministro das Relações Exteriores, respectivamente, e Rodolfo Benítez Verson, garante no processo de paz entre o governo da Colômbia e as FARC-EP.