ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: Ronald Suárez Rivas

Cuba atingiu, em 2016, uma média de superfície florestal de 31,1% (ultrapassando em 0,5% o ano 2016), média registrada nos últimos cinco anos e que ratifica a tendência do crescimento progressivo da superfície coberta de árvores.

Desse modo informaram os funcionários do Ministério das Ciências, Tecnologia e Meio Ambiente, durante um encontro com a imprensa especializada, na qual foram mostrados os principais resultados da gestão ambiental nacional durante a etapa mencionada.

Transcendeu, também, que 69% da floresta da Ilha maior das Antilhas aparece dentro da qualificação de floresta de proteção e conservação, especialmente nas bacias hidrográficas priorizadas. Isso favorece melhor atenção por tão prezado patrimônio.

De igual modo se completaram as ações previstas para a reabilitacão de praias, concluindo-se a totalidade dos projetos tecnicos com a qualidade requerida durante sua aplicação, entretanto um estimado de 55 mil hectares foram beneficiados pelo Programa Nacional de Melhoramento e Conservação dos Solos.

A experiência dos polígonos demonstrativos que se destinam à preservação dos recursos naturais continuou generalizando-se e são já 168 os existentes, incluídos os mais recentes criados nos municípios.

Igualmente se conheceu que a província de Sancti Spirítus obteve a sede do ato central pelo Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho), no entanto Villa Clara, Ciego de Ávila e Cienfuegos mereceram a condição de destacadas.