ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
O doutor Luis Enrique Pérez Ulloa, chefe de Especialidades Médicas, do Ministério da Saúde Pública, disse que Pinar del Rio foi a melhor província quanto ao número de doações de sangue de forma voluntária no país. Foto: http://www.lacalle.cu

HAVANA.— Com mais de 410 mil doações de sangue no ano, em Cuba se comemora, de 6 a 14 de junho, a jornada de homenagem a todas aquelas pessoas voluntárias, que com uma atitude altruísta e solidária ajudam a preservar as vidas humanas.

Organizada pelas direções de Saúde Pública e dos Comitês de Defesa da Revolução (CDRs), a mobilização reconhecerá aos 330 mil doadores do país, cujo plasma e plaquetas são empregados na produção de medicamentos.

Em um encontro com a imprensa nesta capital soube-se que, devido ao cumprimento sistemático do Programa de Doações de Sangue, Pinar del Río foi escolhida como província Vanguarda e sede do ato nacional, pois nos hospitais e laboratórios que existem em seus 12 municípios diariamente contribuem para tão nobre ação.

O doutor Luis Enrique Pérez Ulloa, chefe de Especialidades Médicas do Ministério de Saúde Pública (Minsap), comentou que graças ao trabalho em parceria de várias organizações, o povo de Pinar del Río conseguiu ser o me-lhor neste empenho.

Em Cuba serão reconhecidos 330 mil doadores voluntários de sangue do país, cujo plasma e plaquetas são empregados, na produção de medicamentos. Foto: Jose M. Correa

Informou que Cienfuegos, Holguín e o município especial Isla de la Juventud são os territórios mais destacados, enquanto que Havana vai receber um reconhecimento especial por ter conseguido 100 mil doações no ano, fato que torna possível que seus hospitais disponham das necessárias bolsas de sangue para os procedimentos médicos.