ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: Tomado de www.inaf.co.cu

HAVANA.– Mais de 600 delegados cubanos e estrangeiros assistirão à Convenção Internacional Agroflorestal, que se realizará entre os dias 13 e16 de junho, no Palácio das Convenções de Havana.

«O evento permitirá a especialistas, acadêmicos, empresários e produtores trocar ideias acerca do incremento da qualidade e os rendimentos das redes produtivas», disse à imprensa Humberto García Corrales, diretor-geral do Instituto Nacional de Pesquisas Agroflorestais (INAF).

Asseverou que no evento estarão presentes representantes de 19 nações, entre as que destacam o México, Colômbia, Chile, Argentina, Costa Rica, Equador, Etiópia, Congo, Estados Unidos, Alemanha, França e Itália.

Os temas a ser debatidos são a preservação das florestas e a sociedade, produção de energia e biomassa florestal, biodiversidade e serviços ecossistêmicos, pragas e doenças, manuseamento das plantações de cacau, flora apícola e mudança climático.

A convenção inclui o 7º Encontro Internacional de Jovens Pesquisadores Agroflorestais, o 7º Simpósio Internacional de Apicultura e o 3º Congresso do Café e Cacau.

De acordo com García Corrales, o INAF desenvolve 52 projetos de pesquisa, encaminhados, principalmente, às exigências do sistema empresarial e os interesses dos programas nacionais, com vista a obter melhores resultados nas produções cafeeiras, de cacau e florestais.

Também explicou que efetuam tocas de colaboração com Vietnã, Itália e a França, e mantêm vínculos com a Agência de Meio Ambiente, de Cuba, mediante os projetos Manglar Vivo e Colectando Paisaje, para a conservação dos ecossistemas.