ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

SANTA CLARA.– Trabalhadores, estudantes e a população em geral tributam uma homenagem a Ernesto Guevara durante o percurso da réplica da boina de Che Guevara por locais de produção, escolas e outras entidades em Villa Clara.

A partir do ato efetuado há dois meses na empresa Panchito Gómez Toro, primeira indústria do setor açucareiro que cumpriu seu plano de produção na província e no país, começou um amplo programa por municípios e povoados, donde se mostra a admiração e o respeito ao comandante Guevara, no ano em que se comemora meio século de sua morte em combate, na Bolívia e duas décadas do achado dos seus restos e a chega a esta cidade, onde é venerado, tal como seus companheiros integrantes do destacamento de reforço, como os denominou o comandante Fidel Castro, líder eterno da Revolução.

A cerimônia de recepção da boina dentro de uma urna de cristal realiza-se com a maior solenidade, em lugares históricos, onde é evocada a participação do médico argentino-cubano, na etapa de libertação dos povos deste território central e nos sistemáticos percursos na sua condição de ministro das Indústrias.

Alguns dos lugares mais significativos por onde passou a bona são a Universidade Central Marta Abreu de Las Villas, a usina Planta Mecânica Fabric Aguilar Noriega e a Indústria Produtora de Utensílios Domésticos (Inpud), nas quais Che Guevara deixou rastro de sua passagem e o amor ao trabalho, o cumprimento do dever, o espírito inovador e a luta pela qualidade.

Ainda, o Guerrilheiro Heroico é homenageado em locais de trabalho e de serviços, escolas e conselhos populares, onde recebem a boina e se fazem compromissos na realização gde novas tarefas.