ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Atividade desenvolvida em Matanzas para comemorar o Dia Mundial da Saúde (cada 7 de abril), na qual são feitas pesquisas nos bairros, com a intenção de detectar a hipertensão, uma doença silenciosa. Photo: Nuria Barbosa León

O atendimento médico aos turistas e estrangeiros que visitam Cuba está garantida também nos polos turísticos de Trinidad e Varadero, segundo asseguraram ao Granma Internacional os diretivos da Saúde Pública das províncias de Sancti Spíritus e de Matanzas.

O diretor da Saúde Pública em Sancti Spíritus, Juan Luis Marcelo Pentón, referiu que o município de Trinidad, principal polo da zona central do país, conta com uma clínica internacional e com um hospital para o atendimento geral da população, onde é ingressado qualquer paciente estrangeiro que requeira de assistência sanitária. Ambos os centros estão equipados com tecnologias novas e podem fazer qualquer prova diagnóstica para determinar rapidamente patologias e proceder ao seu tratamento.

O também especialista em Medicina Interna acrescentou que os hotéis oferecem serviços de enfermagem as 24 horas e em alguns há um médico dedicado a zelar pelas medidas higiênico-sanitárias. Os visitantes alojados em casas privadas recebem atendimento médico quando vão às instituições sanitárias locais por algum padecimento.

«Os casos» — asseverou o médico — «que não tenham solução no município são transferidos, sob vigilância especializada, ao hospital provincial Camilo Cienfuegos, onde existe uma sala habilitada com todos os requerimentos para solucionar padecimentos específicos. A província criou condições com vistas a garantir um atendimento médico de qualidade para a população e para os estrangeiros que nos visitam».

Para isso, no território funcionam 448 consultórios do médico da família, subordinados a 23 policlínicas, mais quatro hospitais gerais e outros especializados. Também as mulheres grávidas com risco pré-concepcional são internadas nos cinco lares maternos de Sancti Spítirus, com uma disponibilidade de 240 leitos. Os idosos recebem atendimento em oito lares com internamento total e nove casas de avôs para o cuidado diurno.

«Com essa estrutura, Sancti Spíritus garante as consultas médicas à população e mantém os indicadores de saúde na média nacional, o que reflete maior qualidade de vida para os cubanos», afirmou o diretivo e exemplificou com a taxa de mortalidade infantil atingida no fechamento de 2016, de 3,4 em cada mil nascidos vivos.

Em Trinidad, está garantido o atendimento médico para os estrangeiros que visitam essa parte do país. Photo: Vicente Brito

Acrescentou que as instituições de saúde também cumprem com a cobertura cirúrgica e foi eliminada a espera para receber cirurgias. Também se põem em prática os protocolos nacionais para diminuir a letalidade em pacientes oncológicos, com infarto agudo do miocárdio, traumas do crânio, diabetes mellitus, hipertensão e outras doenças. «Executamos programas nos hospitais para dar acompanhamento especializado e atendimento diferenciado àqueles que precisem dele», sentenciou.

Mencionou, também, o sistema de projeção comunitária para transladar aos especialistas às localidades afastadas e de difícil acesso em uma ordem de 20 tipo de consultas especializadas. Por esse motivo, a província acomete um plano de reparação das instituições sanitárias para as quais se destinou pelo governo do país mais de 20 milhões de pesos por ano, que inclui a remodelação arquitetônica, a introdução de equipamentos de alta tecnologia, mudança de móveis sanitários e conforto para os trabalhadores e pacientes.

Por seu lado, a província ocidental de Matanzas trabalha no controle da dengue, a zika, a chikungunya e outras doenças produzidas por mosquitos, com um incremento na etapa de verão pelo aumento das temperaturas e as frequentes chuvas, segundo explicou a diretora da Saúde Pública nesse território, Magalys Chaviano Moreno.

Salientou a existência de um programa estabelecido no Polo Turístico de Varadero para mitigar a propagação das arboviroses, que inclui a pesquisa nos aeroportos e pontos de embarques de viajantes, a fumigação frequente a todas as casas e instituições e o tratamento dos pontos vulneráveis de focos que favoreçam a proliferação desses vetores, causadores dessas patologias.

A doutora apontou que o quadro de saúde da província mostra como primeira causa de morte as doenças de coração associadas à hipertensão arterial, seguido pelos tumores malignos. Em relação a isso desenvolvem pesquisas, nas quais intervém a Organização Pan-Americana da Saúde e enfatiza-se na educação dos hábitos e estilos de vida saudáveis, a partir da nutrição e a prática sistemática de exercícios físicos.

«Nós» — indicou a diretiva — «iniciamos um projeto de pesquisa para o controle do risco cardiovascular em uma policlínica de Matanzas e pensamos que os resultados ajudarão vários países do continente, especificamente no controle da hipertensão arterial.

«Nessa pesquisa científica integramos os médicos e a participação dos moradores na comunidade, com o vínculo da farmácia e o hospital. Esta experiência será estendida progressivamente às 28 policlínicas da província.

«Neste momento capacitamos no tema ao pessoal que trabalha nos consultórios do médico da família. Nosso propósito é articular todos os setores do governo local e a participação da população no controle dos fatores de risco, que causa a mortalidade por cardiopatias em Matanzas».

De forma similar, trabalham na prevenção dos tumores malignos, principalmente no diagnóstico precoce dos marcadores tumorais e que possam reverter o tema da mortalidade por câncer. Por isso fomentam estilos de vida saudáveis com o propósito de prevenir as doenças crônicas não transmissíveis que possam diminuir a mortalidade e incrementar a qualidade de vida.

Chaviano Moreno ressaltou que a província encoraja um processo de transformações necessárias, igual que o resto do país, principalmente no atendimento primário para que a população solucione suas doenças nos consultórios do médico da família e os hospitais ofereçam serviços especializados, zelando por uma maior racionalização dos recursos materiais e humanos no setor.

A diretora provincial da Saúde Pública em Matanzas expressou que o eixo fundamental do controle das doenças está na família e, portanto, exortou a ter melhor funcionalidade no lar na ordem biológica e social, o qual repercute em melhor qualidade de vida e na elevação da esperança de vida ao nascer. «Em Matanzas, fomentamos na população o autocuidado», ressaltou.