ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

OS italianos Mirtha Mitterhofir, Astryd Ambacha e Joseph Juliany desfrutaram de vários passeios pelo litoral norte havanês oferecidos pela marinha náutica Marlin Tarará, situada no leste de Havana e comercializadora de serviços náuticos no ocidente do país.

Eles se sentiam bem a gosto no iate, guiado pelo experiente capitão Florencio Moreno Cruz, com 42 anos na profissão e hoje dedicado a mostrar as belezas marítimas aos turistas interessados nas atividades náuticas.

Em diálogo com o Granma Internacional, Moreno Cruz explicou: «Nos percursos, os hóspedes podem realizar a pesca esportiva ou o lazer. Também visitamos as barreiras coralíneas do lugar para que mergulhem nos fundos marinhos de nossa plataforma insular».

Igualmente, manifestou que garantem a segurança do pessoal a bordo, pois as embarca-ções estão equipadas com os recursos exigidos pela segurança marítima internacional para o transporte de pessoas. Todos eles têm coletes salva-vidas ativados com as luzes e os assobios, caso a ocorrência de algum acidente.

O curtido navegante significou que Cuba dispõe de um clima aconchegante para de-senvolver as atividades náuticas, ao contar com águas geralmente aprazíveis e cálidas, com possibilidade para a navegação os 365 dias do ano. Só quando se percebe a entrada de uma frente fria ou a chegada de um furacão é proibida a saída ao mar aberto por um breve período de tempo.

Carlos Moreno Cruz, instrutor de mergulho com mais de 20 anos na profissão acrescentou que em Tarará dispõem de 20 locais de mergulho, que se encontram divididos entre cinco e 30 metros de profundidade. «Temos várias embarcações afundadas para serem visitadas e vários museus naturais submersos».

Para tais empenhos, a marinha Marlin Tarará oferece cursos de mergulho para principiantes e para aqueles que desejam adquirir um credenciamento internacional, ministrados nos idiomas básicos de inglês, francês ou espanhol, com aulas teóricas e práticas, acompanhadas de imersões em piscinas ou no mar.

OUTROS SERVIÇOS NÁUTICOS

Sobre isso, Yublein Moreira Lam, chefe do Departamento Comercial da empresa acrescentou que oferecem o mergulho livre em várias modalidades com saída a pé ou em iates de recreio. O aluguel desses aditamentos também se oferecem em 14 pontos náuticos estabelecidos nas praias do leste havanês. Nesses locais se alugam, também, catamarãs, bicicletas aquáticas, embarcações de remos ou vela, caiaques e outros imple-

Várias vezes, a instituição realizou regatas para comemorar alguma data histórica nacional e convocadas pelo Conselho da Administração Pública de Havana, com exibições de embarcações na beira-mar havanesa. Também pretendem resgatar o torneio da hispanidade para o mês de outubro.

Sobre esta competição, Regino Pérez Campos, promotor de vendas com 20 anos de trabalho dentro da entidade, lembrou que a iniciativa surgiu a pedido de vários residentes espanhóis em Cuba e se deseja promover para o próximo 12 de outubro para comemorar a chegada de Cristóvão Colombo ao continente americano.

Em relação a isso, Regino Pérez Campos, promotor de vendas do centro, disse que para essa competição poderão inscrever-se embarcações de qualquer parte do mundo para realizar este torneio de pesca esportiva durante quatro dias. Assinalou que aqueles que apanharem o maior volume de peixes receberão um troféu e outros presentes. Apontou que acumulam a maioria dos pontos aqueles que capturem peixes de grande tamanho ou de bico (agulha), tubarões, marlins azuis do Atlântico e outros. «Com este torneio pretendemos promover melhor o lugar para as agências de turismo e as instalações hoteleiras».

RESULTADOS ECONÔMICOS

A Marlin Tarará promove os chamados seafaris (passeios náuticos) nas costas cubanas como seu produto líder, aproveitando os benefícios de um mar quente, tranquilo e com presença de variedades de espécies marinhas. A um quilômetro de distância se encontra uma formidável zona de pesca, por onde convergem as correntes do Golfo do México e o oceano Atläntico. Nesse ponto transitam cardumes de peixes com características únicas.

Sobre isso, o diretor da empresa, Ramón Jiménez Romero, destacou o trabalho de uns 70 trabalhadores para prestar serviços em Tarará e nos 14 pontos náuticos situados nas praias com 20 quilômetros de comprimento. O diretivo acrescentou: «Esta composição estrutural nos permite cumprir anualmente com nossos planos de captação de divisas para o país. Neste 2017 devemos contribuir com 625 mil pesos conversíveis (cuc) e com as estratégias implementadas para gerar maiores rendas cumprimos em 78% no primeiro semestre do ano. Pensamos atingir 133% desse plano antes de concluir o ano. Favorece-nos o incremento de turistas estrangeiros que atualmente viajam ao país».

Jiménez Romero esclareceu que as projeções de trabalho estão dirigidos a melhorar os padrões de qualidade na prestação de serviços, elevar o profissionalismo do pessoal no tratamento com os turistas e clientes e em diversificar a pasta com os serviços náuticos e de marinha, além de projetar outras fontes de mercado para oferecer maior leque de pro-dutos.

Também precisou que uma linha importante de trabalho radica em preservar o meio ambiente. «O entorno marinho com o qual trabalhamos é limpo e saudável, mas devemos cuidá-lo com muito zelo», apontou o diretor.

Ao rememorar parte da história do centro, lembrou que depois da campanha nacional de alfabetização, concluída em 1961, jovens de todas as províncias do país continuaram seus estudos nas bolsas estabelecidas nas casas de Tarará, onde se criou a escola pedagógica Antón Makarenko. Disse que em 1975 foi inaugurado o acampamento de pioneiros José Martí e na década de 1990 recebeu as crianças prejudicadas pelo grave desastre nuclear ocorrido em Chernobyl, Ucrânia, em 1986.

Paralelamente se desenvolveu um programa auspiciado pelo Ministério de Saúde Pública e pelo Ministério da Educação para atender a crianças cubanas, doentes de asma bronquial e diabetes. Para outubro de 2005 chegaram pacientes de vários países da América Central, América do Sul e o Caribe, prejudicados por diferentes doenças da visão como cataratas, pterígio, retinose pigmentar e outras, atendidos pelo programa de reabilitação oftalmológica da Missão Milagre, criada pelos governos de Cuba e Venezuela, em 2004.

Como continuidade aos programas especiais, em 15 de outubro de 2007, o lugar alberga estudantes chineses, que estudam a Licenciatura em Língua Espanhola. Acerca desta história, o salva-vidas Edo Torres León guarda gratas anedotas. «Conversei com o Comandante-em-chefe Fidel Castro Ruz várias vezes, porque pessoalmente se interessou pelo cuidado dos pioneiros cubanos e das crianças de Chernobyl».

Este trabalhador fundador da marinha náutica Marlin Tarará recomenda a praia do lugar de muito pouca profundidade e realizar banhos de mar a qualquer hora do dia, principalmente entre as 7h00 e 9h00 e, na tarde, depois das 17h00 e até as 20h00, em que os raios do sol são menos intensos. Acerca disso Torres León sentenciou: «O mar alivia as dores articulares, as doenças da pele e respiratórias, além de relaxar o organismo de tensões psicológicas».