ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Os Clubes de Computação para Jovens completam o seu 30º aniversário com o propósito de implementar novos programas e estratégias de comunicação focadas na família cubana. Photo: Otmaro Rodríguez

POTENCIAR o uso das tecnologias da informação e as comunicações é uma prioridade para Cuba. Variadas são as atividades que ocorrem no país para pôr a tecnologia más próxima dos cidadãos e envolvê-los no processo de informatização da sociedade.

Em uma entrevista coletiva, funcionários do Ministério das Comunicações ofereceram detalhes dos eventos que terão lugar e que fazem parte desta estratégia.

Os Clubes de Computação para Jovens completam o seu 30º aniversário, com o propósito de implementar novos programas e estratégias de comunicação focadas na família cubana.

As celebrações que começaram em 5 de setembro passado e se estendem até o dia 8, incluem workshops, foros, debates e atividades variadas, nos mais de 600 Clubes do país.

Os Clubes de Computação para Jovens, ainda, trabalham para continuar melhorando serviços tão importantes no país como Ecured. Esta enciclopédia livre entrega conhecimento universal e conta já com mais de 250 mil visitas diárias.

Por outro lado, procuram fazer mais atraente a conhecida Mochila, um produto cultural de entretenimento para todas as idades, que funciona como um canal de televisão não tradicional, onde o espectador pode criar sua própria programação.

A esta iniciativa se acrescenta, ainda, a Plataforma Reflejos, como o espaço do domínio .cu para os blogueros cubanos, onde podem compartilhar as suas opiniões, interesses e necessidades em formato de texto, imagens e vídeos.

Tal como os Clubes de Computação para Jovens, o Ministério das Comunicações convida a participar da sétima edição do Caliprot 2017, um evento do âmbito das comunicações, os serviços postais e as tecnologias da informação que se desenvolverá de 31 de outubro a 3 de novembro em Havana.

Profissionais, especialistas, pesquisadores, docentes e estudantes, dos setores público, acadêmico, empresarial e não estatal, poderão participar deste encontro que tem como tema ‘Os cidadãos e as TICs por um desenvolvimento sustentável’.

Entre as temáticas a debater se encontram governo eletrônico e participação cidadã, comercio eletrônico e cidadania digital, simplificação e integração de trâmites e serviços, entre outros que potenciarão o desenvolvimento tecnológico no país. O Quinto Foro de Televisão Digital de Havana (FITVD 2017), é outro dos eventos que terá lugar no mês de novembro, especificamente nos dias 6,7 e 8.

Organizado pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento das Telecomunicações (Lacetel), as temáticas do evento terão como centro os padrões de transmissão e codificação da TV Digital, soluções de software, interatividade e serviços de valor agregado, sistemas de transmissão e recepção, estado atual da TV Digital em Cuba e outras.

Garantir o acesso à Internet supõe desafios, mas é uma ação imprescindível para o desenvolvimento da sociedade cubana nas condições atuais. Até finais do ano estes e outros eventos contribuirão para potencializar no país esta intenção. Oportunidades para que os cubanos também participem de forma ativa nas transformações que se estão implementando.