ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: Freddy Pérez Cabrera

SANTA CLARA.– Milhares de estudantes de todas as modalidades de ensino farão, em 4 de outubro, a tradicional caminhada Pela rota de Che Guevara, em homenagem ao Herói da Batalha de Santa Clara, ao se completar o 50º aniversário de sua morte em combate, data que será comemorada em 8 de outubro nesta província e no país com todas as honras que ele merece.

O percurso, que começará às 16 horas na Universidade Central Marta Abreu de Las Villas, local que serviu de posto de comando a Che Guevara durante a tomada desta cidade, e aonde voltou, em dezembro de 1959 para receber o título de Doutor Honoris Causa em Pedagogia, terá o momento central em Loma del Capiro, na área do Complexo Cultural Recreativo Sandino, com um concerto do trovador Adrián Berazaín, segundo declarou ao jornal Granma José Antonio Marimón Carrazana, vice-reitor de extensão, informatização e comunicação dessa instituição. Os jovens de todos os tipos de ensino vão mostrar seu compromisso com Che Guevara e as ideias que ele defendeu.

Além da tomada da cidade pelos jovens também serão efetuadas jornadas de trabalho voluntário nos centros fundados por ele e em outras instituições, com o objetivo de dar impulso à recuperação do território, após a passagem do furacão Irma, que afetou Villa Clara e outros lugares do país em data recente.

No dia 7 terá lugar uma gala cultural no Parque Leoncio Vidal e em 16 de outubro alunos da Escola Militar Camilo Cienfuegos farão o tradicional plantão de honra nos túmulos dos combatentes, no Mausoléu do Front de Las Villas.

Ainda, previu-se o cancelamento de um selo postal, pelo ensejo dos 20 anos da chegada dos restos de Che Guevara e seus companheiros de luta à cidade de Santa Clara e 50 alunos do semiinternato Ernesto Che Guevara receberão seu atributo como pioneiros, no ato que terá lugar na manhã de 8 de outubro na praça que se honra com o nome de Che Guevara.