ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

Aniversario de la caída del Che en Santa Clara.

--------------------------------------------------------------------------------------

08h32 -. Díaz-Canel se referiu a que é a primeira comemoração da caída em combate de Che Guevara na qual não se encontra Fidel, mas ambos são imortais e viverão por sempre no povo cubano.

--------------------------------------------------------------------------------------

08h30 -. Lembrou a expressão de Che Guevara de que não se pode confiar no imperialismo nem um tantinho assim e destacou que em Cuba as mudanças são feitas em consulta com o povo, não se requer da intervenção de mais ninguém.

----------------------------------------------------------------------------------------

08h30 -. Igualmente, o primeiro vice-presidente disse que Cuba não se deixará amedrontar pelas novas manobras que pretendem caluniar o país, nem fará concessões em sua maneira de levar para frente o socialismo.

----------------------------------------------------------------------------------------

08h28 -. Nesse cenário, Cuba não parou no empenho de continuar para frente, afirma Díaz-Canel e reiterou o apoio de nosso país à República Bolivariana da Venezuela e seu legítimo governo.

----------------------------------------------------------------------------------------

08h28 -. Díaz-Canel expõe que o contexto mundial é convulso, marcado pelas guerras, conflitos, crise econômica, mudança climática, pobreza e outros.

-----------------------------------------------------------------------------------------

08h25 -. Lembrou as palavras de sua filha Aleida e de Fidel naquela ocasião.

-----------------------------------------------------------------------------------------

08h25 -. O primeiro vice-presidente lembra que embora tenhamos crescido sabendo que tinha sido assassinado em outras terras, os cubanos sabíamos que retornaria. E foi assim, 30 anos depois. Retornou vitorioso, junto a seus companheiros.

-----------------------------------------------------------------------------------------

08h22 -. As façanhas e as proezas deste povo demonstram quanto se fez por continuar seu legado, por igualar seu exemplo, por tentar ser como ele, afirma Díaz-Canel, que assinalou que ser como ele não pode converter-se em uma consigna ou uma frase vazia. ----------------------------------------------------------------------------------------

08h22 -. Che Guevara foi um homem de ação e pensamento, de profundo humanismo, intelectual amador das artes, lembrou Díaz-Canel.

---------------------------------------------------------------------------------------

08h20 -. Díaz-Canel lembra as qualidades de Che Guevara e as ações que ganharam não só o respeito do povo, mas o amor e a admiração dos cubanos.

----------------------------------------------------------------------------------------

08h20 -. Che Guevara não morreu, como queriam seus assassinos, mas que sobrevive em sua obra, no povo que o admira e segue seu exemplo, aponta o primeiro vice-presidente cubano.

-------------------------------------------------------------------------------------------

08h8 -. Díaz-Canel lembra as palavras de Fidel na Velada Solene, quando deu ao povo de Cuba a notícia e qualificou-o como o mais completo dos revolucionários.

-----------------------------------------------------------------------------------------

08h18 -. Che Guevara batalhou sem render-se, foi capturado ferido e depois foi vilmente assassinado, mas seu exemplo perdura e se multiplica, lembra o primeiro vice-presidente.

-----------------------------------------------------------------------------------------

08h15 -. A epopeia que escreveram Che Guevara e seu pequeno grupo guerrilheiro comovem hoje aos homens e mulheres sensíveis do mundo, diz Díaz-Canel. É também uma mostra de sua estirpe de revolucionários.

--------------------------------------------------------------------------------------------

08h15 -. Miguel Díaz-Canel, membro do Bureau Político e primeiro vice-presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, intervém no ato.

-------------------------------------------------------------------------------------------

08h12 -. Canção antiga ao Che Guevara, de Gabriela Mistral, é interpretada por um coro de crianças: Onde está, cavalheiro de glória, / cavalheiro entre tantos primeiro? / Feito saga na morte que morto; / Feito história, senhora, feito história.

-------------------------------------------------------------------------------------------

08h10 -. Ricardo Pérez Díaz declama o poema Che Comandante, de Nicolás Guillén: Não porque tenha caído / sua luz é menos alta. / Um cavalo de fogo / sustenta sua escultura guerrilheira / entre o vento e as nuvens da Serra. / Não por calado é silêncio. / E não porque o queimem, / porque o dissimulem sob terra, / porque o escondam / em cemitérios, florestas, páramos, / vão impedir que o encontremos / Che Comandante, amigo.

----------------------------------------------------------------------------------------

08h07 -. Guevara, esta terra que é sua terra, este povo que é seu povo, esta Revolução que é sua Revolução, continuarão tremulando as bandeiras do socialismo, conclui Sara Mary Vega.

-----------------------------------------------------------------------------------------

08h05 -. Os moradores de Villa Clara abraçam e protegem o legado do Che Guevara, diz a estudante, e assegura que embora esta geração não seja igual à do Che Guevara, não lhe falhará nem aos seus companheiros.

----------------------------------------------------------------------------------------

08h05 -. Sara Mary Vega, estudante de Villa Clara, de escola pré-universitária, manifesta que o Che Guevara inspira às novas gerações.

----------------------------------------------------------------------------------------

08h02 -. Uma pioneira de secundária básica interveio no ato para expressar sua admiração e agradecimento ao Guerrilheiro Heroico por seu exemplo.

---------------------------------------------------------------------------------------

08h00 -. Cinquenta pioneiros receberam, das mãos dos membros da presidência, o lenço que os credencia como membros da organização de pioneiros José Martí. No fundo, escutou-se uma das cartas que enviou a sua família, Alberto Fernández Montes de Oca, Pacho na Guerrilha do Che.

----------------------------------------------------------------------------------------

07h58-. A estátua em bronze do Comandante Che Guevara que se encontra na praça que leva seu nome, regue-se acima de um pedestal de 16 metros de alto, (deles dez metros visíveis, tapizados em pedra e seis metros no rês-do-chão tapizados em mármore). Mede 6,80 metros e pesa 20 toneladas.

--------------------------------------------------------------------------------------

07h55 -. A orquestra de guitarras Entre Cuerdas e artistas de Villa Clara interpretam Son los sueños todavía (São os sonhos ainda).

---------------------------------------------------------------------------------------

07h50 -. Também, vieram a este ato familiares do Che Guevara e de outros combatentes caídos na Bolívia, bem como uma representação de combatentes da coluna invasora número 8, Ciro Redondo, e número 2, Antonio Maceo.

---------------------------------------------------------------------------------------

07h50 -. Marcam presença membros do Bureau Político do Partido, do Secretariado do Comitê Central e vice-presidentes do Conselho de Estado e de Ministros. Também, dirigentes do Partido, do Estado, da Juventude, de organizações de massas, das FAR, do Minint e outros.

-------------------------------------------------------------------------------------

07h48-. As palavras de Fidel na Velada Solene em Memória do Comandante Ernesto Che Guevara, na Praça da Revolução, em 18 de outubro de 1967, antecederam o início do ato.

--------------------------------------------------------------------------------------

07h45 -."Se queremos um modelo de homem, um modelo de homem que não pertence a este tempo, um modelo de homem que pertence ao futuro, de coração digo que esse modelo sem uma só mancha em sua conduta, sem uma só mancha em sua atitude, sem uma só mancha em sua atuação, esse modelo é Che Guevara! Se queremos expressar como desejamos que sejam nossos filhos, devemos dizer com todo o coração de veementes revolucionários: Queremos que sejam como o Che!".

--------------------------------------------------------------------------------------

07h45 -. A voz de Fidel soa na praça Ernesto Guevara em Santa Clara, com palavras dedicadas ao Che Guevara.

-------------------------------------------------------------------------------------

07h42 -. È realizado neste momento uma guarda de honra e colocada uma oferenda floral: uma estrela vermelha. Um minuto de silêncio. A seguir, escutam-se as notas do Hino Nacional.

--------------------------------------------------------------------------------------

07h40 -. Raúl Castro entra na praça Ernesto Che Guevara e cumprimento os presentes para começar o ato político cultural em homenagem ao Che Guevara e seus companheiros.

-------------------------------------------------------------------------------------

07h35 -. O presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, Raúl Castro Ruz, presta homenagem ao Che Guevara e seus companheiros de luta no lugar onde repousam na praça da Revolução. Está acompanhado de José Ramón Machado Ventura, Miguel Díaz.-Canel e Esteban Lazo Hernández.

-------------------------------------------------------------------------------------

07h30 -. A Praça e a Tribuna, que inclui o Conjunto Escultórico Comandante Ernesto Che Guevara, foi projetado pelo arquiteto Jorge Cao Campos e pelo escultor José Delarra.

------------------------------------------------------------------------------------------

07h30 -. Tudo pronto na Praça Ernesto Guevara, de Santa Clara, para as homenagens ao Che Guevara e seus companheiros no 50º de sua caída em combate.