ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Preservar a unidade do movimento juvenil cubano em torno ao nosso projeto socialista é um imperativo destes tempos. Photo: Jose M. Correa

SANCTI SPÍRITUS.– Preservar a unidade do movimento juvenil cubano em torno ao nosso projeto socialista, em torno ao nosso único e indestrutível Partido, em torno à nossa Revolução, continua sendo prioridade para as gerações de hoje e as do amanhã, proclamou aqui Susely Morfa González, integrante do Comitê Central e primeira-secretária do Comitê Nacional da União dos Jovens Comunistas (UJC), ao encerrar o ato por ocasião de 4 de abril.

Desde esta cidade, a dirigente instou aos jovens a enfrentar resolvidamente o que denominou a aposta inimiga por «penetrar-nos, confundir-nos r afastar-nos de nossas raízes históricas», um empenho que prognosticou baterá contra os ideias e a preparação integral de nossos jovens, forjados durante décadas sob o guia pessoal, o exemplo e o pensamento do líder histórico da Revolução, Comandante-em-chefe Fidel Castro.

Morfa González alertou sobre as mesquinhas intenções de «afastar-nos dos valores humanos e justos de nosso socialismo, mercantilizar nossos sentimentos, plantar o ódio, o egoísmo, cultivar modelos consumistas e paradigmas que nada têm a ver com o que formou a Revolução associado à ética, à moral, à solidariedade, ao humanismo, à disciplina e ao sentido do dever».

Face a essa realidade, a máxima representante da UJC no país instou aos jovens, adolescentes e crianças a envolver-se em todas as frentes da vida nacional, mesmo desde os coletivos, as brigadas ou grupos estudantis, que desde a comunidade, um espaço decisivo onde, disse, se requer hoje de mais que nunca da força juvenil cubana.

«Estamos cientes de que os ambientes mudaram, mas a alternativa de preservar a soberania e as conquistas continua sendo a mesma da geração histórica», assegurou a primeira-secretária do Comitê Nacional da UJC no ato realizado na Praça da Revolução Major General Serafín Sánchez Valdivia, da capital de Sancti Spíritus, especialmente enfeitada para a ocasião.

No contexto da comemoração foi reconhecido o trabalho integral desenvolvido pela organização juvenil neste território e um total de 400 moradores – dos ao redor de 5 mil que assistiram ao ato – receberam seus respectivos carnês como novos militantes da UJC; acontecimento que se repetiu em todo o país, onde se realizaram, também, tarefas de impacto, festivais recreativos, oficinas... Nessa terça-fira tinha acontecido na província de Granma, sede das atividades pela data junto a Sancti Spíritus, um ato também de compromisso com os ideais formados desde La Demajagua. Tudo isso teve amplo impacto nas redes sociais, com a etiqueta #HacemosCuba.

O ato central a propósito de 4 de abril foi realizado na Praça da Revolução Major General Serafín Sánchez Valdivia, de Sancti Spíritus. Photo: Vicente Brito
O ato central a propósito de 4 de abril foi realizado na Praça da Revolução Major General Serafín Sánchez Valdivia, de Sancti Spíritus. Photo: Vicente Brito
O ato central a propósito de 4 de abril foi realizado na Praça da Revolução Major General Serafín Sánchez Valdivia, de Sancti Spíritus. Photo: Vicente Brito
O ato central a propósito de 4 de abril foi realizado na Praça da Revolução Major General Serafín Sánchez Valdivia, de Sancti Spíritus. Photo: Vicente Brito