ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Desta vez FITCuba 2018 será na ilhota Cayo Santa María, Villa Clara, região centro-norte do país. Photo: Freddy Pérez Cabrera

O crescimento da indústria turística cubana, em meio de pressões externas e campanhas de difamação, é uma prova da confiança do setor na segurança e estabilidade da Ilha maior das Antilhas.

Espera-se a presença na 38ª Feira Internacional de Turismo de Cuba (FITCuba 2018), que terá lugar de 2 a 5 de maio, de mais de três mil profissionais e 140 jornalistas especializados.

Cuba continua tendo o Canadá como o primeiro dos mercados emissores, daí que os responsáveis pelas principais agências de viagens e turoperadores desse país assistirão à FITCuba, que se celebrará nesta ocasião na ilhota Cayo Santa María, em Villa Clara.

Depois do Canadá, os principais mercados emissores são os cubano-americanos, estadunidenses, franceses, britânicos, italianos, espanhóis e alemães.

Os diretivos presentes na entrevista coletiva reiteraram que o produto turístico cubano é concorrente. A FITCuba é dedicada à modalidade de Sol e Praia, e o país convidado de Honra é o Reino Unido.

Michel Bernal, diretor comercial do Ministério do Turismo (Mintur), reconheceu a desaceleração causada principalmente pelos furacões Irma e María, que açoitaram a região em setembro e outubro do ano passado. Contudo, mostrou o otimismo do destino Cuba, que aspira receber cinco milhões de turistas em 2018.

Bernal especificou que apesar dos empecilhos renovados pelo presidente Donald Trump, os estadunidenses mantêm a segunda colocação quanto ao número de visitantes.

Estados Unidos mantêm uma injustificada «alerta de viagem», que indica aos cidadãos desse país «reconsiderar as viagens a Cuba». Tenta-se justificar esta medida de agressão com o suposto risco de sofrer «ataques acústicos» sobre os que, após meses de investigações, não existem provas nem evidências científicas.

Contrário às manipulações norte-americanas, Cuba recebeu recentemente o prêmio Excelência, como país mais seguro para o turismo, durante a 38ª Feira Internacional do ramo –Fitur 2018, que teve lugar em janeiro em Madrid.