Novos caminhos para o desenvolvimento de videogames em Cuba › Cuba › Granma - Organo ufficiale del PCC
ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Galaxia, Súper Bola, Tasilany, Beisbolito e Ativando neurônios são algumas das propostas cubanas que podem ser acessadas através do site www.ludox.cubava.cu.

O desenvolvimento dos videogames em Cuba tornou-se uma questão imprescindível na sociedade atual, sobretudo quando e combina a educação com diversão; além de ser uma linha fundamental da política de informatização no país.

Em sua maioria, estes produtos são criados com propósitos ambientais, educacionais, terapêuticos, de agilidade mental e de conhecimento, destinados a diferentes públicos, embora se potenciem os mais jovens.

O principal nesta indústria é criar novos videogames com maior qualidade, apesar de enfrentarmos desafios associados à promoção e distribuição em qualquer uma das plataformas. Avançou-se, mas são insuficientes, explicou Luis Enrique Cubela González, chefe de Informática dos Estudos de Animação do Instituto Cubano de Artes e Indústrias Cinematográficas (Icaic), no programa Mesa Redonda.

Diversas entidades, como os Jovens Clubes de Computação e Eletrônica, a Universidade das Ciências Informáticas e o Icaic, estabeleceram parcerias na criação de 16 jogos — sem contar os que estão em produção para este ano — e o principal é a experiência quanto à produção e realização, afirmou.

Por outro lado, os Jovens Clubes se tornaram espaços propícios para a interação com videogames. O avanço foi refletido na infraestrutura, distribuição e desenvolvimento evidenciados em uma rede de 614 instalações conectadas, das quais 71 por fibra ótica; e planejam conectar mais cem neste ano, o que facilitará a velocidade com que se pode jogar nesses locais.

Na promoção de videogames no país, o portal Ludox tem um papel importante. Lançado em dezembro passado, como parte das atividades pelo 30º aniversário dos Jovens Clubes, essa plataforma conta com 29 games nacionais, sendo 19 criados pelos Jovens Clubes.

O resto, internacionais, são games gratuitos na internet e que foram incluídos para que as famílias cubanas possam acessá-los a partir de um domínio .cu, referiu ao Granma Intermacional, a diretora de Prohramas da Intituição, Danays Moreno Moreno.

Este site é acessível de qualquer dispositivo e oferece à família cubana um espaço para entretenimento e recreação saudável, que é o objetivo do portal, destacou.

Tem quatro sessões fundamentais: A jogar, que oferece a possibilidade de os usuários jogarem contra a rede; On-line, permite a interação no mesmo game com usuários em todo o país; a sessão de Download de games, tanto aplicativos quanto de PC; e Notícias, para saber como o mundo dos videogames está indo em escala internacional.

Vários eventos associados à produção de videogames acontecem na UCI. Foto: EXTRAÍDA DO PORTAL DA UNI?O DOS INFORMÁTICOS DE CUBA

Galaxia, Súper Bola, Tasilany, Beisbolito e Ativando neurônios são algumas das propostas cubanas que podem ser acessadas através do site www.ludox.cubava.cu.
Com o desenvolvimento desses produtos, os Jovens Clubes conseguiram um impacto na família cubana, o que se evidencia no portal, que hoje tem 47.600 visitas em apenas seis meses e mais de 80.900 downloads.

Os Jovens Clubes estão trabalhando no desenvolvimento de cinco novos videogames que devem ser lançados antes do final de 2018.

Da mesma forma, na Mochila há um pacote importante de videogames e, através da assistência informática oferecida por este produto, os instrutores podem levá-lo para a casa do usuário.

Outro site relacionado com a indústria do videogame cubano é o La base, um portal criado por especialistas do Icaic, cujo objetivo é oferecer aos usuários a possibilidade de baixar esses produtos e divulgar as últimas notícias sobre o mundo dos videogames, tanto nacional, como internacional.

Em relação às questões de legislação, trabalha-se sobre como registrar um videogame no país. Esse processo deve ser repensado para se tornar uma arista importante do desenvolvimento, explicou no programa o diretor geral da Empresa Cubana de Informática e Meios Audiovisuais do Ministério da Educação, Iván Barreto Gelles.

Em geral, avançou-se na criação de um catálogo de videogames cubanos e há reconhecimento na especialização de cada uma das entidades, cuja principal tarefa é identificar os tipos de jogos mais consumidos no arquipélago, graças a isso, continuam criando-se videogames totalmente nacionais, acrescentou.

A qualidade é fundamental para o público, por isso, os especialistas da Universidade das Ciências Informáticas trabalham em pesquisas acadêmicas onde puderam utilizar todos os recursos de hardware e colocá-los em prol da qualidade que merece o público cubano.

Eventos realizados neste centro de altos estudos, como o Pachamama Game Jam, demonstram a vontade de continuar promovendo o desenvolvimento de videogames em Cuba, neste caso, baseado na socialização do conhecimento.

ALGUMAS PROPOSTAS

Embora a indústria cubana de videogames crescesse nos últimos anos, não podemos ignorar alguns dos produtos que os usuários podem baixar em sites diferentes.

GESTA FINAL:

Ambientado nas epopeias do Exército Rebelde desde o desembarque dos expedicionários do iate Granma até o triunfo da Revolução, este videogame é feito inteiramente com gráficos tridimensionais e o seu design se concebeu para interagir em primeira pessoa. Desta forma se mostra o compromisso das produções cubanas com o fortalecimento de valores e o conhecimento de nossa história pelas novas gerações.

PINTACLIC:
Este novo videogame criado pela equipe Ludox foi lançado pelos Jovens Clubes de Computação e Eletrônica como uma das propostas do verão. É destinado às crianças em idade pré-escolar para fortalecer o conhecimento das figuras geométricas, cores, números e vogais, através do uso apropriado da tecnologia.

O NEURÔNIO:

Baseado em seu conteúdo no programa de TV O neurônio intranquilo, este jogo chega à sua segunda versão, onde as mudanças são vistas em comparação com a anterior. De uma maneira inovadora, esta edição inclui conquistas e desafios que fornecem neurônios extras como lucro.

VILA TESOURO:

Havana, 1762, é a época da tomada da cidade pelos ingleses. O jogador deve atirar com um canhão nos inimigos que tentam invadir a capital. Com 90 níveis, o jogo se desenvolve em quatro cenários: A Fortaleza, A Praia, A Muralha e Naval.