ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

O Presidente dos Conselhos de Estado e Ministros da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, faz as considerações iniciais.

Díaz-Canel lembra os inícios do projeto que se tornaria a ALBA concebida por Chávez e Fidel.

O líder cubano também fala sobre as conquistas obtidas ao longo dos anos por essa aliança regional. Além disso, lembra a comemoração hoje dos 14 anos da ALBA com algumas palavras de homenagem aos que fizeram e fazem parte deste bloco.

O presidente cubano faz referência à ajuda mútua que os trabalhadores e profissionais dos países que pertencem à ALBA ofereceram todos estes anos de maneira oportuna e altruísta.Ver imagen en Twitter

Diaz-Canel condena as medidas hostis tomadas contra vários países da região e pede a prevenção da hegemonia.

Enfatiza que tudo o que foi conseguido graças à ALBA foi sob a subversão, a tentativa de golpe de Estado e um bloqueio que não parou.

------------------------------------------------------------------------------------------

Com as notas do Hino Nacional da República de Cuba iniciou-se a 16ª Cúpula dos Chefes de Estado e de Governo da Aliança Bolivariana dos Povos da Nossa América-Tratado de Comércio dos Povos (ALBA-TCP)

------------------------------------------------------------------------------------------

O presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros da República de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez e o chanceler cubano, Bruno Rodriguez, dão as boas-vindas na sede da Cúpula a Chefes de Estado, de Governo ou seus representantes que assistem hoje ao encontro.
-------------------------------------------------------------------------------------------
Em apenas alguns minutos, a abertura da Cúpula começará com a chegada dos líderes e dos representantes das diferentes delegações que fazem parte da ALBA -TCP.
--------------------------------------------------------------------------------------------
A 16ª Cúpula de Chefes de Estado e de Governo da Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América-Tratado de Comércio dos Povos (ALBA-TCP) começa nesta sexta-feira em Havana, Cuba.


Em meio a um contexto que impõe às esquerdas latino-americanas a busca de mais alianças, a questão fundamental da Cúpula girará em torno do compromisso com a unidade latino-americana e caribenha, bem como a necessidade de fortalecê-la na diversidade.