ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Oito novos deputados, recentemente eleitos em sete municípios, assumiram o cargo em uma cerimônia que contou com a presença de outros parlamentares. Photo: Tomada de Facebook

Os deputados da Assembleia Nacional do Poder Popular debatem hoje, divididos em três grupos, a proposta de Constituição, de maneira prévia ao 2º Período Ordinário de Sessões desse órgão, em sua 9ª Legislatura até sexta-feira, 21, quando o texto constitucional seja analisado e, finalmente, será aprovado para que regresse ao povo, ao que corresponde se pronunciar sobre o assunto em um referendo.

Durante esta quarta-feira, os deputados se dedicaram ao estudo individual do documento em cada uma das dez comissões permanentes de trabalho.

Além disso, oito novos membros recentemente eleitos em sete municípios, assumiram em uma cerimônia com a presença de outros parlamentares liderados por Esteban Lazo Hernández, Ana Maria Mari Machado e Miriam Brito Sarroca, presidente, vice-presidenta e secretária da Assembleia Nacional, respectivamente .

Lazo deu-lhes as boas-vindas ao Parlamento cubano e expressou sua confiança de que serão fiéis ao juramento que fizeram.

A proposta da Constituição chega aos parlamentares após um amplo exercício de consulta popular, que envolveu 133.681 reuniões, mais de um milhão de intervenções e 780.000 propostas. As 2.125 propostas recebidas de cubanos residentes no exterior também foram avaliadas.

Homero Acosta, secretário do Conselho de Estado, em nome da comissão de deputados criada para trabalhar na reforma constitucional — e que preside o primeiro secretário do Partido Comunista de Cuba, Raul Castro Ruz — dará detalhes na sessão plenária da sexta-feira acerca da versão final apresentada à Assembleia, para cuja elaboração todas as opiniões expressas pelo povo foram levadas em conta.