ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Aos equipamentos produzidos no país são incorporadas o novo sistema operacional e a um conjunto de aplicativos computacionais desenvolvidos em Cuba. Foto: Yaimí Ravelo

NO recém-concluído 2º Período Ordinário de Sessões da Assembleia Nacional do Poder Popular, o Ministério das Comunicações apresentou aos deputados o relatório sobre o estado da informatização no país.

Esta política propõe um conjunto de princípios gerais relacionados com o desenvolvimento e modernização coerente de todas as esferas da sociedade, em apoio às prioridades do país e à taxa de crescimento da nossa economia.

Mas especificamente, o que conseguimos em termos de informatização da sociedade em 2018?

SERVIÇOS DE TELEFONE CELULAR:

A cobertura populacional do sinal do celular aumentou, existem mais de 1.830 estações rádio base móveis de telefones celulares e marca presença em todos os municípios do país.

Começou a implantação da quarta geração (4G) de telefonia em Varadero, a zona norte de Havana e em Mariel.

SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO:

Aproximadamente 38 mil novos serviços foram instalados no ano, um indicador que não cresce em relação aos anos anteriores.

No entanto, tendo em conta as condições do nosso país, há um crescimento discreto neste serviço.

SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET:

Existem mais de cinco milhões de usuários de serviços da Internet; cerca de 60% desse valor é acessado a partir dos locais de estudo e trabalho, o que é garantido por mais de 34.000 links de conectividade de dados nas entidades.

Em 6 de dezembro, o acesso à Internet foi estendido à população, com a comercialização de assinantes de telefonia celular.

A expansão do serviço da Internet no país permitiu maior presença dos cubanos nas redes sociais, promovendo a comunicação entre os cidadãos, bem como a possibilidade de expor a imagem de Cuba e sua verdade e combater as ações de subversão contra nosso país.

CONECTIVIDADE INSTITUCIONAL:

Em 2018, cresceu-se, em média, em 5.000 novos links de conectividade (o dobro do número de períodos anteriores).

Os setores da educação, cultura, ciência, saúde são aqueles com maior impacto na economia e são priorizados.

SERVIÇO DE TELEVISÃO DIGITAL TERRESTRE:

O sinal de definição padrão tem uma cobertura populacional de 70%; o serviço em alta definição atinge todas as capitais provinciais e uma cobertura populacional de 23%.

O ritmo de desenvolvimento do programa de televisão digital terrestre tem sido afetado neste ano pela disponibilidade de financiamento para a execução dos investimentos necessários na infraestrutura e na fabricação de equipamentos receptores.

DISPOSITIVOS DE COMPUTADOR E TERMINAIS DE ACESSO:

A cobertura da demanda por equipamentos de informática para informatização, nos últimos dois anos, tem sido insuficiente.

As condições econômicas e financeiras do país não permitiram que a indústria nacional apoiasse a produção de computadores, laptops e tablets.

As equipes produzidas no país são incorporadas ao novo sistema operacional e a um conjunto de aplicativos computacionais desenvolvidos em Cuba.

GOVERNO ELETRÔNICO:

Concebido em quatro etapas: presença, interação, transação e transformação. Por volta de 95% dos órgãos e agências da Administração Central do Estado e 70% das províncias e o município especial têm sites.

Um grupo de plataformas computacionais foi desenvolvido para possibilitar a participação cidadã, a gestão da produção e dos serviços, a gestão da infraestrutura de equipamentos inteligentes, entre outras possibilidades.

COMÉRCIO ELETRÔNICO:

A rede de caixas eletrônicos no país não cresceu em número, embora o faça em operações.

A rede de terminais de ponto de venda ultrapassa 12.100 computadores e o Banco Central incentiva pagamentos por este meio, com uma porcentagem de desconto.

Mesmo quando se trabalha em vários projetos de comércio eletrônico, em diferentes estágios de desenvolvimento, os resultados são incipientes. Isto constitui uma atividade à qual um ritmo maior deve ser impresso em sua materialização.

INDÚSTRIA DAS APLICAÇÕES E SERVIÇOS INFORMÁTICOS:

Existem cerca de 30 empresas e entidades que em seus objetos sociais estabeleceram o desenvolvimento de aplicativos e serviços de informática.

Embora se aprecie que certas plataformas informáticas nacionais começam a ter uma presença, o nível de generalização e utilização das mesmas pelas agências e entidades nacionais não é suficiente.

INFORMATIZAÇÃO DA SAÚDE PÚBLICA:

O progresso na implantação do sistema de gestão hospitalar Galen Clínicas em 73 instituições tem continuado, o que facilitará o gerenciamento dos registros clínicos dos pacientes.

Soluções informáticas foram implementadas para o controle administrativo dos falecidos, dos pacientes com câncer, dos profissionais da Saúde e dos doadores de sangue.

INFORMATIZAÇÃO TERRITORIAL:

Os governos provinciais e a municipalidade especial da Ilha da Juventude prestam atenção ao processo de informatização, onde se dimensionam os projetos de desenvolvimento de infraestrutura das telecomunicações e a criação de serviços e conteúdos digitais, aspecto que deve favorecer o desenvolvimento de iniciativas locais.

CIBERSEGURANÇA:

O design geral do sistema nacional de proteção do ciberespaço foi elaborado, o qual inclui o sistema de trabalho e medidas para sua proteção, o que permitirá melhorar os modelos de ação em resposta aos incidentes de segurança cibernética e mitigar seu impacto negativo.

Eles são implementados, de acordo com um cronograma que foi atualizado com o escopo de 2018-2020, medidas para a proteção do ciberespaço nas áreas jurídica, tecnológica, organizacional, de gestão e treinamento de capital humano, cooperação internacional e comunicação institucional.

Houve progresso no fortalecimento do antivírus nacional SAV e até 18 de novembro, 588 licenças foram comercializadas para o sistema operacional Windows, 1.009 para o Unix e 2.050 para o sistema operacional Android em dispositivos móveis.

PRINCIPAIS DESAFIOS PARA 2019

Aumentar a taxa de implantação da infraestrutura das telecomunicações, principalmente de tecnologias móveis e sem fio e priorizando o 4G.

Continuar aumentando os níveis de segurança cibernética em correspondência com o crescimento dos serviços das telecomunicações.

Promover a informatização territorial, considerando o potencial no desenvolvimento de iniciativas locais.

Avançar mais rapidamente na proteção e uso de conteúdos e serviços digitais, como parte da defesa de nossa cultura e identidade nacional.

Acelerar a implementação de etapas de governo eletrônico, bem como desenvolver projetos de comércio eletrônico.

Fortalecer os aplicativos e serviços estatais de aplicações e serviços informáticos, alcançando maior integração como um setor.

Implementar um plano de comunicação mais eficaz associado a serviços de telecomunicações e projetos de informatização e segurança cibernética.

Continuar a melhoria do quadro jurídico relacionado com as telecomunicações, informatização e cibersegurança.