ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Miguel Díaz-Canel Bermúdez participou da inauguração da 28ª Feira Internacional do Livro de 2019. Photo: Estudio Revolución

A 28ª Feira Internacional do Livro de Havana, dedicada à República Democrática Popular da Argélia (RADP), como Convidado de Honra, foi oficialmente inaugurada em 7 de fevereiro, na Fortaleza de San Carlos de La Cabaña, declarando-o como tal Juan Rodríguez Cabrera, presidente do Instituto do Livro Cubano.

A cerimônia contou com a presença dos membros do Bureau Político do Comitê Central do Partido, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, presidente dos Conselhos de Estados e Ministros, e Esteban Lazo Hernández, presidente da Assembleia Nacional do Poder Popular; José Ramón Balaguer e Víctor Gaute, membros do secretariado do Comitê Central do Partido; Alpidio Alonso Grau, ministro da Cultura; Azzedine Mihoubi, ministro da Cultura da Argélia, e Mhamed Achache, embaixador desse país, entre outras personalidades ilustres.

Photo: Estudio Revolución

Um material audiovisual dedicado à vida e obra de Eduardo Heras León, autor da Feira, foi exibido na noite de abertura, na qual Azzedine Mihoubi agradeceu o convite e calorosa acolhida concedida a seu país, que não é estranho, vindo do povo cubano. O funcionário destacou a amizade indestrutível entre a Argélia e Cuba, «firme e imutável ao longo dos anos», e se referiu várias vezes ao Comandante-em-chefe Fidel Castro, destacando a extraordinária admiração que sempre despertou entre os argelinos e o mundo.

«A cultura é a base para fortalecer nosso relacionamento, que continuará a se desenvolver agora com o presidente Diaz-Canel», disse.

Por sua parte, Rodríguez Cabrera disse que a celebração de um dos maiores eventos culturais do país ocorre sob o bloqueio econômico mais cruel e injusto, imposto há quase 60 anos pelos Estados Unidos à Ilha.

Photo: Estudio Revolución
Photo: Estudio Revolución