ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
O campesinato precisa saber quão decisiva é a contribuição de cada um em sua posição de trabalho e responsabilidade. Photo: Jose M. Correa

José Ramón Machado Ventura, segundo secretário do Comitê Central do Partido, participou no segundo e último dia da nona sessão plenária da Associação Nacional de Pequenos Agricultores (ANAP), e entre suas reflexões insistiu que uma das urgências da agricultura é generalizar boas experiências, para aumentar a produção e a diversificação.

Com suas palavras, ele aderiu a um dos postulados defendidos por aqueles que intervieram no encontro, sobre as reservas existentes e que não são aproveitadas ao máximo, motivadas essencialmente por fatores subjetivos, deficiências organizacionais e de controle, e obstáculos burocráticos que impedem a materialização das exportações.

Machado Ventura ressaltou que, em todas as circunstâncias, devemos continuar desenvolvendo a agricultura e, portanto, insistimos na unidade de ação, ideias também expostas por Rafael Santiesteban Pozo, presidente da ANAP, que enfatizou a necessidade de avançar em alguns lugares do diagnóstico à ação.

As reflexões de Machado Ventura referiram-se à maioria dos aspectos debatidos, como a necessidade e a importância de que os presidentes de organizações de base e empresas estejam constantemente ligados a todos os produtores.

«A contratação» — enfatizou — «deve chegar a cem por cento deles, e esse contato deve ser feito individualmente, não apenas para abordar questões produtivas, mas também para conhecer as preocupações e os problemas de várias questões. Tal projeção é mais válida neste momento, porque o campesinato precisa conhecer o ambiente em que vivemos, o recrudescimento do bloqueio do governo dos Estados Unidos e a determinação da contribuição de cada um em sua posição de trabalho e responsabilidade».

Referiu-se à prioridade concedida pelo Estado ao desenvolvimento da autossuficiência municipal, uma das formas de reduzir o número de terras ociosas e de que haja mais alimentos para a população.

No encontro, foram verificados os principais indicadores produtivos do setor cooperativista e camponês, bem como o comportamento das ações conjuntas com o Ministério da Agricultura e o grupo empresarial Azcuba.

Os membros do Bureau Político do Partido Salvador Valdés Mesa, primeiro vice-presidente dos Conselhos de Estado e Ministros, e Teresa Amarelle, secretária geral da Federação das Mulheres Cubanas, e José Ramón Monteagudo Ruiz, membro do Secretariado do Partido, estavam entre os líderes presentes no plenário, onde foi anunciado que a província do Granma ganhou a sede das atividades centrais em 17 de maio, com a conotação especial de que serão efetuadas em La Plata, pelo 60º aniversário da proclamação da Lei de Reforma agrária.

Cienfuegos, Artemisa, Mayabeque, Villa Clara, Matanzas e Camagüey foram as províncias destacadas e houve reconhecimento a Santiago de Cuba.