ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

16:32-. Privert detalha a vulnerabilidade de seu país perante a mudança climática.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16:30-. O mar Caribe é o patrimônio comum dos países da região, assinala enquanto dava as boas-vindas a todas as iniciativas referidas ao transporte. “Este tema em específico poderá oferecer uma conexão entre todos”, comenta.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16:28-. O representante do Haiti — país organizador da Cúpula anterior do mecanismo fundado em 1994, em Cartagena de Índias, Colômbia — assinala que atualmente se enfrentam diversas ameaças.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16:28-. O presidente provisional do Haiti, Jocelerme Privert, intervém nestes momentos no plenário. Inicia seu discurso destacando os laços entre Porto Príncipe e Havana. Disse que a AEC estabelece um novo paradigma regional que tem a solidariedade como eixo.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16:22-. “Mil obrigados”, disse em espanhol e depois disse ao presidente cubano que Belize está muito agradecida por todo o apoio que recebeu seu país nos momentos que “mais o necessitou”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16:20-. Chamou aos membros da AEC a instar a atingir acordos em uma base de negociação e sem o uso de ameaça e a força. Sobre isso relatou o conflito fronteiriço de seu país com a Guatemala.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h12-. “O povo de Belize considera e acredita nesta grande empresa que é a AEC porque somos cientes que muitos de nós nos fortalecemos como parceiros e irmãos”, refere Gaspar Vega, que se referiu aos riscos como a mudança climática, instabilidade financeira, epidemias como a do Zika vírus e lembrou que a segurança é um capital importante dos povos.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h12-. O vice-ministro primeiro de Belize, Margarito Gaspar Vega, destaca a boa vontade e acolhida do governo e povo cubanos. Agradeceu o trabalho do secretário-geral saliente, Alfonso Múnera, e aplaudiu a eleição da embaixadora Soomer para ocupar seu lugar.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h10-. Cita a Fidel quando expressou sua preocupação sobre esta temática no 7º Congresso do Partido em Cuba.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h10-. Refere-se à crise ecológica e expõe que ainda falta muito caminho por percorrer. Isso se evidencia no aumento da temperatura, que traz consigo perdas e danos. “Não há decisão política de mitigar tais danos”, acrescenta após salientar que o que podemos fazer para enfrentar a situação é “exigir nosso direito”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h08-. O vice-presidente da Nicarágua realiza uma análise detalhada sobre a atual situação política internacional. Fala sobre o terrorismo, as guerras e outros flagelos, fomentados na opinião dele pela avareza do capitalismo.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h08-. Considera que a unidade é importante para proteger-nos perante a crescente cobiça do capitalismo. “Na África provocou guerras”, exemplifica Halleslevens Acevedo.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h07-. Também se refere ao processo de paz colombiano e ao estabelecimento de diálogos de paz com o ELN. Por outro lado, manifesta sua recusa perante o julgamento político que enfrenta a presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, e também denuncia o cerco contra a Venezuela.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h07-. Sobre o restabelecimento das relações entre Cuba e os Estados Unidos, indica que deve conduzir ao fim do bloqueio e a devolução do território ilegalmente ocupado em Guantánamo.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h05-. O vice-presidente assegura que seu governo e povo acreditam firmemente na AEC como mecanismo de diálogo. “Nossa convicção, esforço e caminho é consolidar-nos e conseguir crescendo”, assegura a respeito disso.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h05-. Nestes momentos tem a palavra o vice-presidente da Nicarágua, Moisés Omar Halleslevens Acevedo, que cumprimenta o comandante-em-chefe da Revolução, Fidel Castro, por uma vida dedicada ao progresso dos povos do mundo.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h02-. “Uma economia forte e sustentável, e segurança para nossos povos é a prioridade”, conclui Rutte.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h00-. A Holanda sofre o incremento do nível do mar, “suas preocupações são as nossas”, acrescenta após precisar que o apoio de seu país está disponível sem burocracia e de diversas formas.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h00-. “Estamos unidos política, cultural e economicamente e sabemos que trabalhar unidos nos torna mais fortes”, refere.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

16h00-. O primeiro-ministro do Reino dos Países Baixos, Mark Rutte, refere que sua nação é membro associado à AEC por quatro países associados do Caribe.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

15h55-. Morales expressa o apoio de seu governo ao processo de paz colombiano.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

15h55-. O presidente guatemalteco expressa que a declaração política reflete o árduo trabalho que temos por diante. Considera nesse sentido que a AEC está fortalecida politicamente.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

15h55-. Morales se refere aos problemas que enfrenta a nação centro-americana com o impacto dos desastres naturais. Nesse sentido, celebra as propostas apresentadas por Cuba sobre as costas arenosas. Propõe que em coordenação com o governo cubano ponham em andamento esses projetos.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

15h52-. Por outro lado, assegura que a Guatemala é um dos países prejudicados pela mudança climática. “Estamos situados em uma zona de influências de El Niño e La Niña, e como consequência há estragos na agricultura”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

15h52-. O mar Caribe tem um potencial de grande valor, assegura Morales, que se estreia nesta classe de eventos. Em outro momento assinala que seu governo possui programas que beneficiam o tema turístico.

----------------------------------------------------------------------------------------------

15:50-. Morales qualifica a AEC como um foro privilegiado para a região. O tema que nos ocupa, unidos para enfrentar os desafios do desenvolvimento sustentável, a mudança climática e outros, não devem ficar indiferentes para ninguém.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

15:50-. O presidente da Guatemala, Jimmy Morales, é o primeiro em falar na sessão da tarde do segmento de Alto Nível da 7ª Cúpula da AEC. É sua primeira vez em Cuba como presidente da nação centro- americana.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h28-. O tema do desenvolvimento e da segurança e da segurança e a paz serão reconhecidos também junto ao da vulnerabilidade perante a mudança climática. Temos que trabalhar, disse, para implementar os Acordos de Paris, que ainda que sejam insuficientes constituem os únicos que temos.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h25-. Fala das políticas migratórias e assinala que temos que tratar esse tema com um sentido humanitário. Reconhece os esforços de seu país e da região nesse sentido, mas indicou que é necessária mais “solidariedade” para defender os direitos dos migrantes, inclusive muitos africanos e asiáticos que utilizam a América Latina como escala em seu caminho ao norte. “Devemos reconhecer esse fenômeno e combater as redes de traficantes, um dos negócios ilegais mais produtivos”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h25-. As mulheres caribenhas requerem condições adequadas para que o esforço que realizem se potencie cada vez mais, refere Solís sobre os direitos das mulheres na região. “Devem recuperar o espaço, devem receber igual salários e estudar nas universidades como grupo majoritário”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h22-.Ressalta que, no tema da energia, seu país tem grande experiência com as fontes alternativas. Aproximadamente 99% da produção do país no passado ano foi gerada pela água e a geotermia. “Temos que potenciar uma energia mais verde”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h22-. Reconhece a importância dos temas debatidos em Havana e agradece a inclusão dos temas recolhidos na Cúpula das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável. “A facilitação e conectividade são grandes desafios, igual que a geração de empregos”, refere o presidente tico.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h20-. A bacia do Caribe é uma espaço geopolítico e cultural onde os países estendem seus territórios nacionais, refere Solís.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h20-. Agradece ao povo e governo de Cuba pela acolhida cálida, e felicita aos que participam da Cúpula. Felicita a Alfonso Múnera por sua frutífera e bem-sucedida gestão como secretário-geral e em inglês elogiou a eleição de June Soomer como nova secretária-geral.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h18-.Tem a palavra o presidente da Costa Rica, Luis Guillermo Solís

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h18-. A segurança é um dos temas mais preocupantes, mas não podemos esperar que a segurança prevaleça se não se leva em conta as considerações econômicas que influenciam, conclui.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h15-. Apoia o restabelecimento das relações entre Cuba e os Estados Unidos, e espera que signifique logo a eliminação completa do bloqueio; desenvolvimento que não apenas levaria prosperidade a Cuba, mas a toda a região.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h15-. Estamos comprometidos com a solidariedade e princípios da AEC, mas esta solidariedade vai acompanhada da determinação de não intervir, direta nem indiretamente nos assuntos do resto das nações, refere o primeiro-ministro de Trinidad e Tobago.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h10-. O primeiro-ministro de Trinidad e Tobago, Keith Rowley, que pela primeira vez participa nesta classe de reuniões, disse que aproveitava a oportunidade para reiterar a posição de seu país que confirmam os princípios definidos pela AEC. “Representamos una nación pequeña en el mar Caribe y reconocemos nuestro destino común como naciones del Caribe”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h10-.Conclui o presidente de El Salvador com um agradecimento ao governo cubano, que “continua sendo para a região um referente na implementação de políticas sociais”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h08-. Respalda a resolução sobre a Venezuela aprovada na Cúpula que insta ao diálogo do governo com a oposição dessa nação sul-americana, que historicamente apostou pela violência para conseguir seus objetivos políticos.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h08-. Cerén felicita pelo restabelecimento de relações entre Cuba e os Estados Unidos e espera que continuem pelo bom caminho e se consiga a eliminação do bloqueio.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h05-. Os países em desenvolvimento devemos impulsionar a cooperação sul-sul para compartilhar os conhecimentos que temos para resolver nossos problemas.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h05-. El Salvador foi parte do Acordo de Paris assinado oficialmente em abril. Devemos impulsionar um crescimento sustentável e a diversificação em matéria energética, assim como promover um turismo sustentável. “Essa é a contribuição que pode fazer El Salvador”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h02-. Os embates da mudança climática e suas repercussões demonstram que estamos frente a um desafio iniludível, temos que atuar de forma imediata, refere Cerén sobre um dos temas que dominou esta 7ª Cúpula da AEC.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h02-. Temos que enfrentar em parceria os desafios, refere Cerén. Extressa seu agradecimento a Raúl por recebê-os e pelo sucesso da Cúpula. Assegura que o evento permitirá dar um passo mais na integração e a prosperidade dos caribenhos.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

13h00-. “A unidade de nossos povos não é simples quimera dos homens, senão inexorável decreto do destino”. Com essa cita do libertador Simón Bolívar iniciou seu discurso o presidente salvadorenho, Salvador Sánchez Cerén.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h45-. Gonsalves se referiu a medicamentos cubanos como o Heberprot P e criticou o bloqueio financeiro comercial a Cuba, que impede, por exemplo, pagar este medicamento à Ilha que também o vende generosamente a São Vicente e as Granadinas a preço de custo praticamente. Ressaltou a importância da integração regional, não podemos lutar os uns contra os outros, temos diferenças, mas podemos trabalhar de consumo e sorteá-las.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h40-. O turismo é um produto importante, mas nos países insulares temos o problema da erosão das praias devido à mudança climática, e os furacões, disse o político de São Vicente e as Granadinas sobre as perspectivas positivas e negativas da chamada indústria sem fumaça.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h38-. Gonsalves instou a utilizar a memória histórica para solucionar nossos problemas atuais e futuros. “Temos que ser visionários e práticos, mas os problemas não se podem descobrir como se fossem de hoje, temos que saber como chegamos a este caminho”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h35-. Não podemos enfrentar estes desafios de forma individual mas coletiva, mas sempre que tentamos fazê-lo coletivamente aqueles cujos interesses não estão conforme se marcham da conferência e se afastam. A integração no Caribe e na América Latina é nosso interesse, é um caminho possível e realista.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h30-. Eu apoio a AEC em sua declaração, mas esta organização é fundamentalmente uma organização política, voluntária de estados independentes. Nós nos encontramos em um momento particular da história onde temos perguntas vitais que formular-nos. Situamo-nos dentro de uma velha ordem que está mudando ou buscamos estabelecer-nos e, um novo que deve ser criado?

----------------------------------------------------------------------------------------------

12h30-. Ralph Gonsalves: Enfrentamos o colonialismo, a escravidão, o genocídio, o antiimperialismo e chegamos a ser nações independentes; ninguém tem que definir-nos, mas nós mesmos.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h28-. Temos países com figuras simbólicas como Martí, Bolívar, Chávez e Fidel. O primeiro-ministro espera estar em Cuba quando Fidel complete seus 90 anos para poder felicitá-lo como ontem com Raúl.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h25-. Ao reunir-nos buscamos solucionar esta tensão e começamos a fazê-lo de forma regional quanto a quatro temas: comércio, turismo, transporte e tecnologia ao que acrescentamos a atenção à mudança climática, e o desenvolvimento pacífico e sustentável.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h25-. A AEC é uma organização sui generis integrada pelos territórios banhados pelo mar Caribe.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h22-. O povo de Cuba e o Caribe tiveram vínculos históricos longos que continuarão, aponta.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h22-. Intervém Ralph Gonsalves, primeiro-ministro de São Vicente e as Granadinas, e disse que veio a Cuba há quase 40 anos, dois meses depois do ato terrorista em Barbados que custou a vida a 73 pessoas.

----------------------------------------------------------------------------------------------

12h20-. Boutuerse reafirmou seu apoio ao fim do bloqueio e elogiou a disposição de Cuba a ajudar a outros países. Precisou que entre a Ilha e o Suriname há vínculos fortes de amizade.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h18-. Acolhemos com beneplácito o processo de normalização das relações entre Cuba e os Estados Unidos. “Acreditamos que contribuirá à paz e à estabilidade nas Américas”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h18-. Disse que quase os 90% da área cultivável de seu país está degradando-se, assinalou. “É importante fomentar o ecoturismo para uma subsistência sustentável das populações”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h15-. O aquecimento global e a frequência de desastres naturais converteu o Caribe em uma das zonas mais vulneráveis. O presidente surinamês destacou a importância da aplicação eficaz do Acordo Base sobre Pequenos Estados Insulares, bem como as medidas de adaptação e mitigação da mudança climática.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h15-. A AEC deve harmonizar as ações regionais e subregionais em prol do desenvolvimento sustentável da região, acrescentou.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h12-. A importante realização desta Cúpula, unidos por um desenvolvimento sustentável, a mudança climática e a paz é importante, referiu Bouterse. “O comércio, o turismo sustentável, a gestão de desastres naturais e o transporte são pilares de desenvolvimento para o presente e o futuro do Caribe”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h10-. Esta Cúpula se realiza em um momento em que muitos de nossos países enfrentam desafios econômicos e sociais de envergadura. A AEC prestou atenção aos desafios externos e internos. “Nosso interesse de colaborar em diferentes áreas é uma oportunidade que deve ser eficazmente considerada para enfrentar estes desafios”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h10-. O presidente do Suriname, Desiré Delano Bouterse, agradeceu a cortesia dada a sua delegação e cumprimentou Raúl e Fidel. “Desejo aproveitar esta oportunidade para dar meu profundo agradecimento a Múnera por seus esforços e dedicação na implementação dos objetivos da AEC, especialmente no referente a sua revitalização e felicitou a senhora Soomer por ser eleita para continuar este trabalho”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h05-. Agradece o apoio de Cuba e a Declaraçao do Minrex. “Nada nos foi presenteado, tudo nos custou. Esta é mais uma prova e vamos superá-la”. “Tomara que agora sim possamos sentar em uma mesa de diálogo à oposição venezuelana e uma mensagem forte seja enviada. É possível o mundo de respeito e dos iguais, de homens e mulheres livres”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h02-. Deve prevalecer o espírito de respeito, a união na diversidade. Avançamos muito nos últimos 10 anos: nascimento da Celac, Unasul e outros organismos. “Que ninguém pretenda impor-se nesta a hora da América Latina”. “Faço um chamamento a manter a solidariedade e não ceder perante as pressões”, afirma Maduro. “De ser aprovada a Carta Democrática seria una vergonha. A Venezuela não vai entregar-se, não vai ficar de joelhos. Vamos lutar com Carta ou sem Carta Democrática”. 

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h00-. Refere a injusta morte de Jacobo Arbenz, na Guatemala, e outros fatos similares quando se tentavam fazer mudanças para a melhora dos países da região. É tempo de respeito, a Venezuela exige o respeito a sua soberania e seu direito a escolher o sistema político e econômico que decida conforme a Constituição do país.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

12h00-. A Venezuela poderia ser campeã da democracia na América Latina, assegura Maduro sobre a intenção do secretário da OEA de aplicar contra a nação sul-americana a Carta Democrática. Na Venezuela há modelo de democracia participativa, refere o presidente bolivariano. “De 18 eleições que ganhamos não nos reconheceram nem uma”, acrescenta.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h58-. Para a Venezuela foi difícil durante os 17 anos de Revolução incorporar a oposição. “Produziram-se tentativas de golpe de Estado, fatos violentos”, disse Maduro, que precisou que em qualquer país esses delitos tivessem levado fortes penas de cárcere. Há uma conspiração permanente contra a Revolução Bolivariano. O plano é o derrocamento bolivariano, nós nos enfrentamos a Washington com um governo e com outro, assegura.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h55-. Agradece a declaração aprovada pela 7ª Cúpula onde se respalda a iniciativa de diálogo na Venezuela. Há campanhas midiáticas contra a Venezuela de maneira permanente, refere. Sobre a crise de geração de energia e a seca, afirma que o país está passando a pior parte à espera de chuvas.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h52-. Escutando os presidentes ao referir-se à mudança climática não deixa um de angustiar-se, afirma Maduro. Já estamos vivendo o que Fidel previu durante a Cúpula do Rio em 2001, lembra. “Estes são tempos de mudança climática”. Especialistas da ONU afirmam que isto se acelerou, a Venezuela assinou o Acordo Paris, mas isto é insuficiente para os países do sul. O fenômeno de El Niño incrementou o aumento de 1,5% do nível do mar. Entretanto, uma de nossas grandes lagoas se converteu em deserto.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h50-. Contrário à cobertura sobre a Venezuela, que aparece diariamente na grande mídia ocidental, há silêncio sobre o Iraque, onde se cometeram uma série de horrores que favoreceram os fenômenos que abalam essa região: o terrorismo incontrolado e fanatizado pela ingerência e manipulação contra esse povo. Também não se fala da crise de refugiados da Líbia, país que foi intervindo militarmente pela OTAN. O Mediterrâneo se converteu em um cemitério, uma imensa zona de desestabilização, refere. Lembra os terríveis atentados na França e na Bélgica: “Tem que assentar bases sólidas de cooperação e respeito compartilhado”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h48-. “Um desafio é a diversificação energética, onde estamos todos os atores do Caribe Recentemente assinamos um acordo histórico com Trinidad e Tobago para compartilhar as grandes jazidas de gás que são comuns. Ambas as nações compartilhamos uma grande riqueza. O espírito que deve reinar em nossa região é de cooperação, assegurou depois de referir-se à declaração da América Latina e o Caribe como Zona de Paz, que foi aprovada na 2ª Cúpula da Celac em Havana”, disse Maduro.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h45-. Maduro destaca a Petrocaribe como uma das colunas vertebrais do desenvolvimento social e da estabilidade e segurança energética proclamada e conseguida dentro do espírito da AEC. Lembra que a iniciativa surgiu do gênio de Hugo Chávez, o líder bolivariano que morreu em março de 2013. “Graças à fórmula de Fidel e Hugo Chávez de construir um núcleo de cooperação”, acrescenta Maduro sobre a Petrocaribe.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h42-. A seguir, as palavras do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. Reitera a felicitação a Raúl por seu aniversário-natalício na véspera, bem como ao líder histórico da Revolução Cubana, Fidel Castro. Maduro felicitou Múnera e cumprimentou a nova secretária-geral eleita. “Nesta 7ª Cúpula se abordaram os grandes temas da região: turismo, economia, comércio, transporte, desafios ainda pendentes”, disse o presidente bolivariano.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h40-. Ratifica o compromisso de seu país de dar um tratamento digno e humanitário aos migrantes. “Não podemos ignorar esta realidade e outros fenômenos que prejudicam nosso continente. A mudança climática é uma ameaça para a fonte de alimentos e água potável”, refere Varela. Reiteramos nossa proposta para um centro internacional de redução de emissões, reflorestamento, bem como para mobilizar recurso para a região.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h38-. Para ganhar esta batalha contra as ilegalidades temos que trabalhar ao interno, aumentar a presença de oportunidade social para os jovens. E em nível regional é vital a troca de informação e redobrar esforços na desmontagem de gangues de produção e distribuição de drogas. “O Panamá aposta pelo fortalecimento da conectividade estratégica regional para o turismo sustentável”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h36-. O presidente do Panamá, Juan Carlos Varela, estende um convite pessoal aos presidentes da região para que viajem a seu país no próximo 26 junho por ocasião do projeto ampliação do canal interoceânico, para celebrar esta obra de engenharia ao serviço comercial do mundo. O novo Canal ajudará a avançar na integração regional mediante o desenvolvimento econômico e o comercio sustentável. Como país, acreditamos proteger nossa plataforma para não seja utilizada ilegitimamente.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h35-. “Temos uma oportunidade histórica para fazer com que a AEC seja diferente de outras, além dos vínculos regionais. Mantenhamos uma agenda simples e abordável. Ofereço o apoio da Granada aos objetivos da AEC e desejo aplaudir as contribuições do Secretario saliente da AEC, Alfonso Múnera”, referiu. “Dou as boas vindas à nova secretária-geral, June Soomer”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h32-. “A correlação entre os efeitos negativos da mudança climática e a pobreza é inegável”.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h32-. A Cúpula se realiza em momentos em que a solidariedade do Grande Caribe mostra sua valia. Quero render tributo aos membros da AEC que contribuíram para o sucesso da COP21, disse Mitchell. Em um lugar topo está a mudança climática e o perigo que representa para os estados insulanos e de costas baixas.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h30-. Deixo constância de nossa estima pela solidariedade de Cuba ao meu país, e todos os povos marginalizados do mundo, referiu o primeiro-ministro granadino.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h28-. Intervém agora o primeiro-ministro da Granada, Kieth Mitchell, que ressalta que visitou Cuba muitas vezes desde 1997. “Sou o membro que mais visitou Cuba e posso chamar-me o pai desta reunião”. “Impactou-me a notícia da morte do boxista Muhammad Ali”, e ressaltou a importância de que se lembrasse o grande boxista nesta Cúpula.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h22-. A AEC deve velar também por esta co-responsabilidade e afiançar o conceito da retribuição obrigada a países prejudicados como os nossos, disse Hernández.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h20-. Os estados da AEC têm muito a fazer, mas da mesma maneira que assumimos nossa responsabilidade também a têm os países mais desenvolvidos que originam o maior número de emissões de gases poluentes.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------

11h20-. As dificuldades que confrontamos face à mudança climática não se limitam a nossos pequenos territórios; muitos fenômenos não conhecem fronteira, disse referindo-se às doenças transmitidas por vetores e, especialmente, ao Zika vírus. “Mas uma razão para unirmo-nos e buscarmos resultados efetivos”.

----------------------------------------------------------------------------------------------

11h18-. Também expressou que os países vulneráveis da América Central e o Caribe têm que fazer algo a respeito da mudança climática e unir suas posições rumo aos eventos internacionais. “A reunião da ONU para a Parceria aos Pequenos Estados Insulares em desenvolvimento é um passo concreto e positivo”, assegurou.

----------------------------------------------------------------------------------------------

11h15-.“Pode se melhorar as condições de vida das famílias e ter impacto positivos no ambiente”.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

11h12-.O presidente hondurenho explicou que seis países da região que fazem parte do Sistema de Integração Centro-americano somos alguns dos mais afetados pela mudança climática, pelo qual temos identificado iniciativas concretas. Disse que era prudente rever as teses para poder reclamar as indenizações correspondentes para nossos povos, que não são responsáveis por essas afetações”.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

11h10-. O presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, ressaltou a história de cooperação entre Cuba e seu país e disse que a Ilha demonstrou que a cooperação é solidariedade, “quando as coisas não sobram e ainda são partilhadas”. Cuba tornou patente sua solidariedade com Honduras, disse o presidente e se referiu ao furacão Mitch que deixou vultosos danos ao seu país nos últimos 200 anos. Ainda, elogiou o prestígio dos médicos e da medicina cubana.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

11:05-.Granger considera que a mudança climática traz enchentes, secas, furacões, desastres naturais que podem criar crises de segurança. Insistiu que o tema da segurança não pode ser ignorado, pois é essencial para o desenvolvimento sustentável. Portanto, é preciso incrementar a preservação dos recursos da região. A AEC considera o Caribe como patrimônio da região e seus recursos devem ser protegidos.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

11h00-. “A delegação da República Cooperativa da Guiana expressa sua estima ao governo e povo de Cuba pelas cálidas boas.vindas”, disse o presidente David Granger. Igualmente agradeceu ao ex-secretário Alfonso Múnera e acolheu com beneplácito a nominação de June Soomer como nova secretária-geral.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h56-. Em outro momento diz que seu país apoia a estratégia da AEC para tornar eficiente o transporte marítimo e aéreo e também facilitar o comércio, reiterou o compromisso do seu país com as iniciativas para enfrentar os desastres naturais e que o Caribe pode “impulsionar autenticas transformações”.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h54-.O presidente dominicano reconhece que existem assimetrias, por isso é fundamental continuar fortalecendo a AEC e deve se materializar em contribuições concretas que garantam o desenvolvimento para o benefício comum, refere. E reiterou o apelo a reconhecer o mar do Caribe como área especial no contexto de desenvolvimento sustentável, tendo em conta os desafios comuns.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h50-.Danilo refere-se às ameaças naturais às que estão expostos os países caribenhos. “Consideramos que, sendo responsáveis, os países industrializados que geraram mudanças no clima devem ajudar os mais vulneráveis”. Também é importante a cooperação técnica, mostrando satisfação pela posição de alguns países de tentar reverter a situação.

-------------------------------------------------------------------------------------

10h48-. O presidente da República Dominicana, Danilo Medina, intervén no plenário. Seu país é o atual presidente pro témpore da Comunidade dos Estados Latino-americanos e Caribenhos (Celac). Inicia seu discurso expressando que neste momento América Latina e o mundo enfrentam desafios e emergências

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h48-. O líder da Jamaica acaba expressando: “Vamos aproveitar este momento, procurar soluções práticas. A cooperação contínua é de especial importância para a Jamaica. Devemos ficar juntos”. E congratulou-se pela normalização das relações entre cuba e os Estados Unidos, fazendo um apelo ao levantamento do bloqueio que se manteém em vigor.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

10:42-.Honess louvou mais uma vez o governo de Cuba que apresentou propostas para o desenvolvimento e combater as vulnerabilidades da região, como o trafico de drogas, armas e seres humanos no mar do Caribe, que teve impacto significativo na paz e estabilidade na região. “O crime organizado afeta esse desenvolvimento sustentável e nosso compromisso de ser uma Zona de Paz”.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h40-.”A mudança climática exige que assumamos compromissos. “Jamaica já sofre o aumento do nível do oceano”. Acontecimentos em nível mundial têm implicações para nossos pequenos estados. A vulnerabilidade é um dos nossos maiores desafios”, lembrando a necessidade de aplicar uma agenda sustentável.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

10:38-. Afirma o político jamaicano que a 6ª Cúpula, no México deu mais ímpeto à anterior, ao consolidar esforços para atingir o desenvolvimento sustentável. Aqui estamos ratificando que somente enfrentando nossos problemas revitalizaremos a AEC.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h35-.”Esperamos o fortalecimento e consolidação da cooperação para promover alternativas e ver o Caribe como área especial para o desenvolvimento sustentável”, refere Holness.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h34-. O líder jamaicano diz que a AEC tem potencial para impactar positivamente na região. Temos muito a construir e temos que continuar avançando, enfrentando os desafios comuns, os impactos negativos da mudança climática, as ameaças à paz e a pobreza entre outros flagelos.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h30-.Holness acolheu com beneplácito as iniciativas para promover o desenvolvimento de nossos povos, incluídas nesta Cúpula e sustenta que a Ilha maior das Antilhas deve ser exaltada pelo apoio ao resto dos países caribenhos e que por isso devia ser a anfitriã desta reunião. Parabenizou o trabalho do ex-secretário-geral Alfonso Múnera e dá as boas-vindas à atual secretária June Soomer.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h29-. Começa a intervenção do primeiro-ministro da Jamaica, Andrew Holness, agradecendo ao povo cubano pela hospitalidade.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h29-.Culmina o discurso do mandatário de São Cristóvão e Névis louvando o espírito positivo dos países do Caribe e o consenso demonstrado para aprovar o plano de ação e agradece a benevolência, hospitalidade e empatia do povo cubano como características comuns do Caribe.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h28-.Destacou a importância do desenvolvimento sustentável no Caribe, alertou acerca do desafio da mudança climática e que se devem transcender as limitações para contornar os perigos que travam nosso desenvolvimento. “O Caribe possui um alto espectro de recursos que podem unir-se e compartilhar-se”.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h26-. O premiê de São Cristóvão e Névis disse que a cooperação e integração regional em transportes, saúde, desastres naturais, comércio, cultura, não deve ser considerada alternativa mas sim hábito permanente e enraizado no coração dos nossos povos. “A AEC deve continuar sendo um bloco de importância para o desenvolvimento de nossos povos, tendo em conta seus desafios e vulnerabilidades”, refere.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h24-.Thimothy agradeceu ao presidente que termina, Alfonso Múnera, dizendo: “Múnera trouxe uma nova vida a este órgão, que resultou em uma viragem e revitalização da AEC”.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h23-.Discursa agora o primeiro-ministro de São Cristóvão e Névis, Timothy Harris, quem diz que é um prazer para ele e sua delegação visitar este belo país e participar da Cúpula e agradeceu ao povo cubano, ao qual transmitiu seu profundo aprezo.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h22-.Browne conclui expressando o compromisso de seu governo de ser modelo de boa governabilidade e com a associação fundada em 1994 em Cartagena de Índias, Colômbia.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h20-.Relativamente à mudança climática disse que a temperatura global aumentou, os desastres no Caribe provocaram perdas milionárias e não existe compromisso algum enfrentar esta situação”.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h15-.O premiê antiguano disse que era necessária uma arquitetura financeira que resolva os problemas das nações pequenas como as caribenhas. “É imperativo que trabalhemos coletivamente para buscar soluções para nossas economias”. assegura.

--------------------------------------------------------------------------------------

10h15-.“Apesar dos avanços nos últimos dois decênios ainda temos grandes desafios, relacionados com o desenvolvimento do Caribe. E parabenizou o trabalho feito pelo ex-presidente Alfonso Múnera e a energia e liderança concedidas à AEC nestes anos.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h08-. Browne lembra as origens da AEC e explica que os estados membros avançaram no entendimento mutuo, que o encontro tem lugar em momentos difíceis, em que alguns países são ameaçados e que ainda há muito por fazer.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h08-.O primeiro-ministro de Antígua e Barbuda, Gaston Browne, é o primeiro a usar da palavra. Lembra os vínculos de longa data entre Antígua e Barbuda e Cuba.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

10h05-.Raúl propõe que seja aprovada a agenda da Cúpula, o qual é aceito pelos participantes. Adverte que temos por diante uma intensa jornada onde trocaremos ideias entre os Estados Caribenhos, será promovida a integração e pede para falar o primeiro-ministro da Antígua e Barbuda.

---------------------------------------------------------------------------------------------------

10h00-.Depois da foto oficial os mandatários retornam à sala para retomar as intervenções.

9h50-.Múnera agradeceu aos chefes de Estado e de Governo que tornaram seu trabalho mais simples e prazeroso. “Aposento-me com o sentimento do dever cumprido, por ter feito o que esteve em minhas mãos por fortalecer esta AEC”.

..........................................................................................

9h47-.“Fomentar o comércio, fomentar nossa ligação é essencial”, assegura o ex-presidente da AEC. Temos vindo a Havana a fortalecer a AEC e ratificar sua razão de ser.

--------------------------------------------------------------------------------------------

9h45-.Estamos avançando, mas não suficiente ainda. Persistem dificuldades em conseguir uma unidade de propósito e ação ainda não assimilada profundamente; devemos construir um Grande Caribe que não exclua ninguém.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

9h38-.A maioria das ilhas do Caribe apresentam sérias desvantagens estruturais para concorrer em uma economia internacional como a de hoje, que tem muito a ver com populações e territórios. A mudança climática e seu impacto nos recursos do Mar Caribe ameaçam com o desaparecimento de territórios pelo aumento do nível da água.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

9h22-. Segundo Múnera, foram quatro anos de intenso trabalho, com intensa paixão, temos um orçamento em regra e as finanças em ordem, espaços de dialogo consolidado e projetos em áreas prioritárias.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

9h20-.O ex-secretário da AEC, Alfonso Múnera, expressou seu agradecimento ao governo de Cuba e a Raúl; por ter organizado a Cúpula, que qualificou de maravilhosa, e o apoio que recebeu em seu desempenho no cargo e a honra de compartir a mesa com Raúl.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

9h20-. O presidente cubano reconheceu o trabalho destacado de Alfonso Múnera nestes quatro anos como secretário-geral da AEC.

............................................................................................

9h18-.Raúl ratificou a satisfação pelos avanços conseguidos no processo de paz colombiano e assegurou que Cuba manterá os esforços para conseguir um acordo que ponha fim ao conflito nessa irmã nação.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

9h07.— “Em 1994 unimo-nos em defesa de nossa identidade, fortalecer a cooperação política e o desenvolvimento sustentável de nossos povos”, expressa Raúl. Acrescenta que a primeira Cúpula, em Trinidad e Tobago estabeleceu o turismo, transporte e comércio como áreas estratégicas.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

9h06.— Raúl: “Aspiramos a contar com a adesão de todos os territórios caribenhos à AEC, incluída a irmã Porto Rico.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

9h05-. Desta vez nos reunimos para ter um amplo intercâmbio sobre o tema para enfrentar desafios do desenvolvimento sustentável, a mudança climática entre outros”, assegura o presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros, general-de-éxército, Raúl Castro Ruz, ao inaugurar o segmento de Alto Nível da 7ª Cúpula da AEC.

------------------------------------------------------------------------------------------------------

9h02-.Começa a cerimônia oficial da 7ª Cúpula da Associação dos Estados do Caribe. Escuta-se o Hino Nacional de Cuba.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

9h00-. O presidente dos Conselhos de Estado e de ministros, general-de-exército Raúl Castro, entra na sala do plenário onde terá lugar o início do segmento de Alto Nível de da 7ª Cúpula da Associação dos Estados do Caribe.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

8h45-. Muitos mandatários manifestaram sua gratidão ao povo cubano pelas boas-vindas e a história de solidariedade da Ilha maior das Antilhas.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

8h40-.”Sou filho da América e estou pronto para o que me exijam, a pátria é altar e não pedestal”, disse o presidente da Guatemala, Jimmy Morales lembrando José Martí ao chegar a Cuba para participar da 7ª Cúpula da Associação dos Estados do Caribe. Transmitiu uma saudação do povo cubano em nome do povo guatemalteco.

----------------------------------------------------------------------------------------------------

8h35-.Na sua chegada a Cuba para participar da 7ª Cúpula da Associação dos Estados do Caribe, o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que os países caribenhos partilham uma história comum de lutas pelo presente e o futuro. “Viemos para continuar fortalecendo o caminho do desenvolvimento sustentável da região”, referiu. Acrescentou que também serão debatidos os problemas da mudança climática, onde nossos povos somos vítimas deste modelo de desenvolvimento. “Continuamos com a diplomacia bolivariana de paz”.