ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: Morejón, Roberto

RIO DE JANEIRO.— Se ter vencido a dupla brasileira, que obteve a medalha de bronze no Mundial 2015 de vôlei de praia foi uma ousadia, o golpe desferido aos letões Aleksandrs Samoilovs-Janis Smedins, em 9 de agosto, eleva os cubanos Sergio Martínez-Nivaldo Díaz a uma dimensão inusitada.

A vitória por 2-1 (23-21, 19-21,15-9) coloca os antilhanos em uma posição favorável para avançar às oitavas-de-final, quando só falta enfrentar a dupla canadense.

A dupla letona derrotada já tinha conseguido duas medalhas de ouro no Gran Slam e aparece nas dez primeiras colocações em eventos na Europa.

OUTROS RESULTADOS

No boxe, os cubanos levam três vitórias a fio, a partir de sua estréia na Cidade Maravilha.

Os três alunos do treinador Rolando Acebal saíram vitoriosos, Joannis Argilagos (49 quilos) venceu por 2-1 o britânico Galal Yafai, enquanto Erislandy Savón (91) e Lázaro Alvarez venceram por 3-0. No caso de Lázaro Alvarez (60 quilos) venceu o boxeador profissional italiano Carmine Tommasone por 3-0 (30-27, 30-27, 29-28), abafando qualquer dúvida a respeito da qualidade de nossos boxeadores, capazes de enfrentar qualquer desafio.

No tiro com arco, o cubano Adrián Piuentes venceu primeiramente o mexicano Ernesto Boardman em uma série de desempate, mas depois caiu perante o indiano Atanu Das, múltiplo medalhista do mundo, ficando entre os 32 primeiros do mundo.

No levantamento de pesos, no feminino, Marina de la Caridad Rodríguez (63 quilos), a primeira cubana a deixar imagens de sua passagem, na estreia deste esporte, acabou na oitava colocação. Com uma determinação inusual para una garota de apenas 21 anos, Marina subiu uma e outra vez à plataforma situada no Pavilhão 2 do Riocentro, para lidar ombro a ombro com as melhores do mundo nessa especialidade.

No remo, o cubano Ángel Fournier, venceu em seu heat das quartas-de-final, na modalidade de par de remos curtos, nos Jogos Olímpicos, e no dia 11 deve concorrer na semifinal.

No judô, os representantes cubanos de ambos os sexos tiveram um desempenho fraco,

Maricet Espinosa (63 quilos) venceu primeiramente por yuko a nepalesa Llamu Khatri, mas depois perdeu por ippon para a israelense Yarden Gerbi, campeã mundial de 2013.

O representante masculino, Iván Silva (81), perdeu em seu primeiro combate contra o georgiano Avtandili Tchrikishvili, campeão mundial de 2014.