ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

HAVANA.– Em locais de trabalho da capital cubana já se implementam inúmeras iniciativas, com vista à participação entusiástica de seus coletivos no desfile pelo 1º de Mayo, na Praça da Revolução José Martí.

Luis Manuel Castanedo, secretário-geral da Central dos Trabalhadores de Cuba (CTC) em Havana, disse à imprensa que algumas dessas ações são a elaboração de cartazes, pôsteres e outdoors com alegorias a essa data e com fotos dos mártires da classe operária e dos líderes da Revolução, para ser levados pelos milhares de trabalhadores de Havana que marcarão presença nesse encontro com a Pátria.

Castanedo referiu que os diversos coletivos de trabalhadores estabelecem determinados compromissos para festejar o 1º de Maio, primeira comemoração que se faz em Cuba sem a presença física do Comandante-em-chefe Fidel Castro, embora com a sua recordação no coração, indicou o líder sindical.

«Este será um desfile especial porque será dedicado aos jovens, responsáveis por continuar e manter os avanços da Revolução nos anos vindouros», precisou o secretário-geral da CTC na capital.

As atividades principais serão dedicadas à juventude, por seu papel de destaque nos programas prioritários que impulsiona o país para defender o socialismo, e por ocasião de se comemorar o 55º aniversário da União dos Jovens Comunistas e o 56º da Organização dos Pioneiros José Martí.

Em Havana se prevê realizar, em 22 de abril, o ato tradicional de reafirmação proletária na colina Lenin, na localidade de Regla, para festejar os 100 anos da Revolução Socialista de Outubro e começar dessa forma os atos pelos Dia Internacional dos Trabalhadores em Cuba.