ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA
Photo: Juvenal Balán

Na segunda jornada de trabalho em comissões – prévia ao nono período ordinário de sessões da oitava legislatura da Assembleia Nacional do Poder Popular (ANPP) — os deputados cubanos debateram sobre temas diversos relacionados com a produção de alimentos, a economia do país, o sistema educacional, bem como problemas sociais e de saúde.

Os membros da comissão Agroalimentar examinaram, na presença do presidente da Assembleia Nacional e membro do Bureau Político do Partido, Esteban Lazo Hernández, as ações para eliminar as deficiências detectadas no controle da produção de alimento animal que substitui importações e o cumprimento das medidas para o incremento das produções agropecuárias e o aperfeiçoamento da comercialização.

De sua parte, a comissão de Atenção à Infância, a Juventude e a Igualdade de direitos da Mulher, discutiu, com a presença do primeiro vice-presidente dos Conselhos de Estado e de Ministros e membro do Bureau Político do Partido, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, o andamento do aperfeiçoamento na Educação, com ênfase no ensino da história. Ainda, examinou-se a programação para crianças e jovens que transmite a Rádio e a Televisão e a percepção das crianças, adolescentes e jovens sobre este assunto.

Outro tema de interesse que se discutiu nessa jornada, neste caso na comissão de Assuntos Econômicos, é o resultado da fiscalização feita a entidades que refletiram pagamentos de salários sem respaldo produtivo no fechamento do ano 2016.

Ainda, as comissões da Defesa Nacional e Saúde e Esporte, valorizaram a situação epidemiológica do país, bem como a efetividade e resultados das medidas adotadas nos territórios para prevenir e enfrentar as doenças transmitidas pelo mosquito do gênero Aedes.

Acerca do programa Metrológico e a venda de produtos regulados e de venda livre debateram os deputados da comissão de Atenção aos Serviços; enquanto a comissão de Indústria, Construção e Energia recebeu informação acerca do tratamento dado às ilegalidades quanto à reorganização territorial e urbanística.

As tendências atuais da flutuação trabalhista do potencial científico e do pessoal de alta qualificação, bem como as alternativas para a sua proteção e o estado de cumprimento dos planos e estratégias de prevenção e enfrentamento ao consumo de drogas, foram outros temas, avaliados pelos deputados das comissões de Educação, Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente e a dos Assuntos Constitucionais e Jurídicos, respectivamente.