ÓRGÃO OFICIAL DO COMITÊ CENTRAL DO PARTIDO COMUNISTA DE CUBA

Especial em saudação ao 90o aniversário de Fidel

Fidel é o iluminado

A política cultural da Revolução teve uma importante definição durante os encontros realizados por Fidel com os escritores cubanos, na Biblioteca Nacional José Martí, no verão de 1961.

Às armas... por amor

“LUTAR pela paz é o dever mais sagrado de todos os seres humanos”. E, contudo, por ocasiões, essa luta deve ser travada com as armas na mão. José Martí entendeu desde bem cedo em sua vida que o amor à Pátria “é o ódio invencível àquele que a oprime, é o rancor eterno a quem a ataca”. E por causa desse amor, a guerra, às vezes, torna-se necessária.

O dom de fazer o impossível

ALÉM de ser adotada essa data para comemorar o Dia da Ciência Cubana, a partir de 1990, as palavras expressas por Fidel, em 15 de janeiro de 1960, transcendem no tempo, por se tratar-se de uma audaciosa projeção estratégica quanto ao papel da ciência e da tecnologia no desenvolvimento do país.

Fidel em casa

“PENSEM QUE EU SOU MAIS UM DE VOCÊS” disse em uma ocasião o comandante-em-chefe, conversando com os jornalistas cubanos, e em outra oportunidade escreveu que com eles se sentia na família.